Barro Alto cresce 8,5% no Ideb e supera meta de Educação Básica para 2021

0
162

Nos anos iniciais da Educação Básica, município alcança melhor nota no Ideb da história

Os dados do Ideb 2017 (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), divulgados na última semana pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), confirmam o crescimento na qualidade de ensino na rede municipal de Barro Alto (GO). Com índice de 6,4 nos anos iniciais da Educação Básica, o município com pouco mais de 10 mil habitantes superou a média estadual (6,1) e também a nacional (5,8).

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – Ideb foi criado em 2007 e está entre os principais indicadores de qualidade do ensino básico no Brasil. Em uma escala de 0 a 10, sintetiza dois conceitos: o fluxo escolar (a taxa de aprovação, reprovação e abandono) e o desempenho de estudantes em avaliações que medem o conhecimento em português e matemática, considerados base para as demais disciplinas do currículo escolar. O Ideb é obtido por meio da nota da Prova Brasil e da taxa de aprovação, e divulgado a cada dois anos. Os resultados de Barro Alto vêm num crescente: a cidade atingiu a meta para 2017 (5,4) em 2011. Em 2013, subiu para 5,8, passando para 5,9 em 2015 e, agora, apresenta crescimento de 8,5%, registrando o melhor índice da história, superando inclusive a meta para 2021 (6,0).

Nos anos iniciais do Ensino Fundamental, a rede municipal de ensino de Barro Alto utiliza desde 2013 o sistema de ensino Aprende Brasil, que contempla material didático, apoio pedagógico, assessoria na gestão, formação continuada dos professores e sistemas de monitoramento de qualidade. Além disso, o sistema de ensino conta ainda com o Portal Aprende Brasil On – um conjunto de tecnologias e recursos que permite potencializar o aprendizado e o engajamento individualizado dos alunos, com atividade interativas, recursos multimídia, obras literárias, enciclopédias, dicionários virtuais, simuladores, reportagens, conteúdos curriculares, ferramentas inteligentes de busca, sugestões de atividades para a sala de aula, entre vários outros conteúdos. Além disso, o sistema possibilita ao gestor da escola, ao professor e aos familiares o acompanhamento do processo escolar, por meio de relatórios, com análises inteligentes sobre o desempenho de cada aluno ao longo de sua trajetória.

Para Damila Bonato, gerente de produto do sistema de ensino Aprende Brasil, esses números são resultado de um bom investimento e gestão educacional apropriada em conjunto com as escolas. “A partir do momento que a escola tem amparo pedagógico e bons materiais didáticos, o estudante começa a sentir a diferença – e isso reflete nos resultados”, afirma a gerente, que destaca também outras cidades goianas com bons resultados no Ideb: Paraúna (6,1), Turvelândia (5,7) e Alto Horizonte (6,6) – todas que superaram as médias estadual e nacional, já atingiram as metas previstas para 2021 e utilizam o mesmo sistema de ensino.