Em parceria com a Nissan do Brasil, startup paranaense usa inteligência artificial para personalizar atendimento ao cliente

Criadora do Robô Laura, a empresa Prometheus se uniu à Nissan para criar um chatbot que funciona 24 horas, via Facebook. A novidade foi apresentada durante o Salão do Automóvel de São Paulo, que aconteceu entre os dias 8 e 18 de Novembro.

A Startup Curitibana Prometheus, criadora da plataforma Laura, é a mais nova parceira da Nissan do Brasil. Juntas, elas criaram um sistema que promete revolucionar o relacionamento da empresa automobilística com os seus clientes. Batizado de Nissan Pre-Trail, o projeto utiliza a inteligência artificial da Laura para oferecer aos consumidores o recurso de chatbot, que vai permitir atendimento e venda de carros sem nenhuma intervenção humana.

O chatbot funciona via Facebook, 24 horas, de domingo a domingo. Ao enviar uma mensagem para a Nissan, o cliente é atendido pelo robô, que analisa as informações, responde e é capaz de aprender com as experiências, sendo capaz de prever os próximos passos do consumidor, como o interesse em efetivar a compra de um carro. A primeira venda feita com ajuda do chatbot aconteceu no Paraná, com um Nissan Kicks.

O arquiteto de sistemas e fundador da Prometheus, Jacson Fressatto, afirma que o interesse de outros segmentos do mercado pela tecnologia da Laura coroa o trabalho que a startup vem desenvolvendo na missão de salvar vidas. A Laura é o primeiro robô cognitivo gerenciador de riscos do mundo. Além de ajudar a prevenir casos de Sepse (infecção generalizada) nos hospitais, o modelo pode ser replicado no gerenciamento de riscos em processos empresariais e industriais.

Com essas novas parcerias corporativas, a Prometheus espera atingir sustentabilidade financeira para implantar a Laura em instituições de saúde filantrópicas, que não podem pagar pelo sistema. “A Laura trabalha em tempo real analisando todo o hospital no intervalo de 3.8 segundos para identificar quais são os pacientes que estão em risco. Meu objetivo é crescer e levar essa tecnologia de ponta acessível e eficiente para toda a saúde, no Brasil e no mundo”, afirma Jacson Fressatto.

“A parceria entre a Nissan e a Laura demonstra que temos o mesmo objetivo de proporcionar um mundo melhor para as pessoas e, por isso, conseguimos desenvolver conjuntamente soluções tecnológicas com aplicações diferentes. E a parte comercial, pro bono, permite acelerar o projeto da ferramenta social”, diz o diretor de Marketing da Nissan do Brasil, Humberto Gomez.

Reconhecimento internacional

Este tem sido um grande ano para a Laura. Em outubro a tecnologia foi uma das 13 selecionadas, em todo o mundo, para o programa de aceleração da Startupbootcamp Health Miami, criado para ajudar startups de saúde que promovem impacto social. O recurso também foi selecionado pelo Tech Emerge Brazil, um programa inédito que vai arcar com os custos de implantação da Laura em 2 mil leitos da Santa Casa de Porto Alegre. Além disso, a tecnologia está sendo estudada no programa de pós-doutorado da Universidade de Harvard.

Sobre a Laura

A Laura é uma tecnologia implantada nos hospitais para identificação precoce dos riscos de infecção hospitalar, a Sepse, responsável cerca de 233 mil mortes em UTIs brasileira, todos os anos, segundo o Instituto Latino Americano de Sepse (ILAS). O recurso foi criado pelo arquiteto de sistemas Jacson Fressatto após a morte de sua filha. Ativo desde 2016 e funcionando em cinco hospitais do Brasil, a plataforma de inteligência artificial  lê as informações dos pacientes e emite alertas que são enviados a cada 3,8 segundos à equipe médica com o objetivo de sinalizar o quadro de pacientes com riscos de infecção generalizada, além de alertar com antecedência outros casos de deterioração. A Laura monitora cerca de 60 mil pacientes por ano e já reduziu em média 9% a incidência de casos de infecção hospitalar. Este ano, a tecnologia passou a ser objeto de estudo no programa de pós-doutorado da Universidade de Harvard.

Comments are closed.