Mercado de combustíveis tem queda de mais de 70% no Paraná

0
325

Por conta da pandemia do coronavírus, o segmento da revenda de combustíveis no Paraná contabiliza quedas de mais de 70% nas vendas. A situação do setor é gravíssima e o Sindicombustíveis-PR segue em contato com diferentes instâncias dos governos federal, estadual e municipais para minimizar os efeitos da crise. É provável que muitas empresas não terão capital de giro para sobreviver a uma redução tão brusca de faturamento, caso novas medidas de apoio não sejam implementadas. A redução de impostos é uma das bandeiras que a entidade vem defendendo tanto em âmbito estadual como federal.

A entidade reforça, entretanto, que não há situação de desabastecimento nos postos do Paraná.

Até o momento, governo federal e do Paraná, bem como diferentes órgãos municipais, sinalizaram com algumas medidas de apoio ao setor, mas que são insuficientes diante do tamanho da crise. Preocupa também o fato de muitas prefeituras do interior terem tomado medidas questionáveis como o fechamento de lojas de conveniência. Este tipo de loja oferece uma alternativa à população, sem aglomeração de grande número de pessoas, na venda de alimentos, produtos de higiene pessoal e outros itens de primeira necessidade.

Apesar de todas estas dificuldades, o setor segue trabalhando, ciente também de sua função social. Os serviços dos postos são essenciais para manter em circulação ambulâncias, carros de bombeiro, viaturas policiais, transportes de trabalhadores e também o abastecimento de alimentos, remédios e muitos outros itens essenciais.

Para manter a segurança de funcionários nos postos, o Sindicombustíveis-PR reforçou orientações para frentistas e todas as equipes, como utilização de álcool em gel e cuidada redobrado na limpeza de máquinas de cartão, entre outras medidas.

Os postos também já começaram a seguir nova determinação da Agência Nacional do Petróleo que reduziu os horários obrigatórios de funcionamento. Na semana passada, a ANP publicou no Diário Oficial da União que o funcionamento, no mínimo, deve ser de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h. Anteriormente, o horário obrigatório mínimo era das 6h às 20h. Diante da queda drástica nas vendas, muitos postos passaram a trabalhar somente dentro da faixa horária exigida, reduzindo jornadas noturnas. O trabalho no domingo, vale ressaltar, já era facultativo.

SINDICOMBUSTÍVEIS-PR – Sindicato dos Revendedores de Combustíveis e Lojas de Conveniências do Estado do Paraná.

Comments are closed.