Empresas avaliadas em $15 trilhões são reveladas na A List CDP 2020 de lideranças ambientais

Klabin S/A, Duratex, Marfrig, Vina Concha y Toro S A, CMPC, Mitsubishi Electric e HP Inc estão entre as empresas reconhecidas na A List

[Londres, 8 de dezembro de 2020], Mais de 300 empresas, incluindo Klabin S/A, Duratex, MarfrigVina Concha y Toro S A, CMPC, Mitsubishi Electric e HP Inc, foram nomeadas na A List deste ano pelo CDP, organização ambiental sem fins lucrativos. Isso representa um grande aumento em relação ao ano passado, apesar dos desafios sem precedentes colocados pelo COVID-19.

A List mostra as empresas líderes em transparência e ação ambiental, com base em sua divulgação anual por meio dos questionários sobre mudança climática, preservação florestal e segurança hídrica do CDP. Milhares de empresas fazem sua divulgação por meio do CDP a pedido de investidores e compradores corporativos.

Este ano houve um grande aumento (45% acima do ano passado) no número de empresas que alcançaram a pontuação A, com aumentos em todos os três temas avaliados pelo CDP. Junto com os altos níveis de divulgação isso mostra uma crescente consciência ambiental entre o mundo dos negócios em 2020.

Isso ocorre para pontuações de mudanças climáticas principalmente porque mais empresas estão optando pela transparência na divulgação de dados – um passo importante, impulsionado pelo aumento da pressão do mercado por transparência. O crescimento de empresas com pontuação A no combate ao desmatamento e segurança hídrica aponta para uma maior ação nessas áreas, uma vez que os níveis mais elevados de divulgação não explicam totalmente o aumento. Em florestas isso foi particularmente mais notável porque o número de empresas na A List dobrou de uma base baixa (16 em comparação com 8, no ano passado).

A A List chega um pouco antes do aniversário de cinco anos do Acordo de Paris, com a esperança de que os governos mundiais forneçam atualizações sobre seus planos climáticos nacionais para ganhar impulso antes da COP26. Em novembro, o governo do Reino Unido foi o primeiro do G20 a anunciar a divulgação obrigatória de dados, enviando um sinal poderoso para o mercado e outros governos de que eles deveriam seguir a abordagem do Reino Unido.

O número de empresas que alcançaram um triplo A em mudanças climáticas, preservação florestal e segurança hídrica, a classificação mais alta fornecida pelo CDP, também cresceu para dez, em comparação com seis no ano passado. Symrise AG, Mondi Plc, Fuji Oil Holdings e KAO Corporation estão entre os novos da lista com triplo A.

Lauro Marins, Diretor Executivo do CDP Latin América, disse:

” O ano de 2020 foi desafiador para todos. As dificuldades enfrentadas face a pandemia ainda irão repercutir em nossas vidas e nas empresas por um bom tempo. A próxima grande onda que a humanidade precisa enfrentar com seriedade são as mudanças climáticas e fico muito feliz em ver o comprometimento e lideranças das empresas latino-americanas em tomar ações concretas face a esse desafio. Atingir o nível máximo na pontuação do CDP reflete a governança, estratégia, avaliação detalhada aos riscos e oportunidades e metas ambiciosas e necessárias para que o mundo permaneça abaixo de 1,5°C! Passo importante e necessário, para que todos possamos migrar para uma economia mais justa e sustentável”

 

Dexter Galvin, Diretor Global de Corporações e Cadeias de Fornecimento do CDP, complementa:

“Esta semana marca exatamente cinco anos desde que lideranças globais apertaram as mãos no Acordo de Paris. É encorajador que 70% a mais de empresas estejam relatando suas ações ambientais em relação a 2015 e que, este ano, mais de 300 tenham alcançado a A List. Parabéns a esses líderes da A List – por meio de sua ação e transparência estão ficando à frente e aproveitarão os benefícios à medida que fazemos a transição para uma economia sustentável ‘net zero’. Os dados do CDP mostram uma consciência ambiental crescente entre o mundo dos negócios em 2020, o que é extremamente positivo considerando os desafios sem precedentes que as empresas e a sociedade enfrentaram neste ano. Agora precisamos que esses pioneiros inspirem a maioria das empresas que ainda estão lentas neste processo se o setor privado quiser assumir um papel de liderança quando as metas climáticas aumentarem na COP26 do próximo ano. Foi dada a largada”.

As empresas A List vêm de todo o mundo, com a maioria vindo da Europa (146), Ásia (106) e América do Norte (67). Os principais países com sedes de empresas A List estão no Japão (71), EUA (62), Reino Unido (24), França e Alemanha (empatados com 21). No ano passado, o Japão ultrapassou os Estados Unidos e a Ásia ultrapassou a América do Norte pela primeira vez, com isso se solidificando ainda mais este ano.

Os setores com mais empresas A List são: serviços financeiros, eletrônicos e equipamentos elétricos, produtos químicos, processamento de alimentos e bebidas, TI e desenvolvimento de software e construção.

Antônio Joaquim de Oliveira, Presidente da Duratex S.A., “É com imenso orgulho que recebemos a notícia de nomeação da Duratex para A List do CDP. Estar no seleto grupo global de empresas líderes em transparência e ações efetivas com relação aos riscos ambientais é um reconhecimento que reflete todos os esforços da companhia com a agenda climática. Mesmo com as inúmeras adversidades do ano de 2020, nos mantivemos firmes em nosso propósito e inovamos com sustentabilidade. Nossas práticas de governança em conjunto com nosso amplo portfólio de soluções ecoeficientes, as ações e investimentos em eficiência energética e energia renovável e o melhoramento genético contínuo de nossas florestas, tornam a Duratex cada vez mais adaptada às mudanças climáticas e nos mantém contribuindo com o balanço positivo de carbono de nossas operações”.

Roberto Bastianetto, Diretor Adjunto de Comunicação Empresarial e Sustentabilidade da Cemig,

“Nós da Cemig estamos orgulhosos em fazer parte da A List do CDP deste ano. Esse é o resultado do nosso contínuo engajamento em sermos uma concessionária de energia com parque gerador 100% renovável, que investe na mitigação dos riscos climático e hídrico, e com metas robustas de redução de emissões de gases de efeito estufa. Com a certeza de que ser sustentável e gerir de forma adequada os recursos hídricos disponíveis é essencial para a resiliência de negócios; convidamos a todos a intensificar a adoção das melhores práticas em sustentabilidade”.

Francisco Ruiz-Tagle, CEO Empresas CMPC, “Na CMPC, estamos muito orgulhosos de termos sido listados na A List do CDP novamente este ano. Continuamos comprometidos mais do que nunca com a implementação de nossa agenda de desenvolvimento sustentável, mesmo em anos tão complexos como o atual. Procuramos oferecer as melhores soluções baseadas em fibras renováveis e ao mesmo tempo cumprir os ambiciosos objetivos ambientais que nos propomos. Acreditamos que a sustentabilidade é essencial para a resiliência das empresas do futuro”.

Exemplos de ações ambientais das empresas A List incluem:

{  A empresa do ramo florestal CMPC emitiu seu terceiro bônus verde e obteve um empréstimo verde no formato de financiamento Green Loan, tornando-se o primeiro empréstimo verde sindicado completamente por bancos japoneses.

{  A empresa de geração, transmissão e distribuição de energia, Cemig, alcançou uma matriz de geração energética 100% renovável em 2019 com a desativação da Usina termoelétrica Igarapé, o único projeto de geração termoelétrica da companhia.

{  O fabricante de automóveis japonês Toyota atingiu 100% de eletricidade renovável em todas as suas fábricas europeias e quatro fábricas sul-americanas.

{  A empresa de tecnologia indiana Tech Mahindra instalou sistemas de coleta de água da chuva para diminuir a dependência de fontes de água que são ameaçadas pelo uso excessivo.

{  O produtor americano de alimentos Marshas simplificou sua cadeia de abastecimento de óleo de palma, reduzindo o número de usinas usadas, de modo geral, melhorou a responsabilidade e permitiu o rastreamento por satélite para monitorar o uso da terra para o desmatamento.

{  A gigante global da informática HP Inc aumentou a porcentagem de papel de sua marca com certificação FSC de 3% em 2009 para 100% agora e pode rastrear a origem do produto em fábricas individuais.

{  A empresa japonesa KAO Corporation, que produz bens de consumo e produtos químicos, introduziu o preço interno do carbono para promover o investimento em economia de energia.

{  A empresa alemã de aromas e fragrâncias Symrise AG obtém óleo de palma 100% certificado pela RSPO e oferece treinamento e incentivos financeiros aos seus fornecedores.

Embora tenha havido um grande aumento na A List este ano, ela ainda representa apenas uma minoria das empresas. A maioria (74%) das empresas avaliadas pelo CDP obtiveram notas D-C, o que significa que estão apenas começando sua jornada e se conscientizando de como as questões ambientais impactam seus negócios. É ainda mais preocupante a situação de mais de 3.700 empresas que não divulgaram nenhum dado quando solicitado por investidores ou clientes, e mais de três vezes esse número recebeu nota F em pelo menos um tema. Espera-se que essas empresas enfrentem uma pressão crescente para que demonstrem que estão levando os riscos ambientais a sério.

A demanda do mercado por transparência ambiental corporativa está mais alta do que nunca: 515 investidores com US$ 106 trilhões em ativos e mais de 150 grandes compradores com US$ 4 trilhões em poder de compra solicitaram que milhares de empresas divulgassem através do CDP em 2020. Eles usam dados do CDP, incluindo pontuações, para informar suas estratégias de investimento e aquisição.

A liderança em ação ambiental está relacionada ao sucesso financeiro. As empresas da A List somam US$ 15 trilhões em valor de mercado. Além disso, os dados do STOXX mostraram que a A List superou seu benchmark global em uma média de 5,3% ao ano durante um período de 7 anos.

As empresas são pontuadas com base na transparente metodologia do CDP, cobrindo: divulgação abrangente de impactos ambientais, riscos, oportunidades, governança e ações; consciência dos riscos ambientais e como eles se relacionam com seus negócios; ao demonstrar a gestão desses riscos ambientais e evidências das melhores práticas associadas à liderança ambiental.

Sobre a pontuação CDP

A lista completa das empresas que integraram a A List deste ano, bem como outras pontuações publicadas, estão disponíveis no site do CDP: cdp.net/en/companies/companies-scores.

metodologia completa para as pontuações do CDP está disponível no site do CDP: cdp.net/en/guidance/guidance-for-companies sob ‘CDP scoring methodologies’.

 

Sobre o CDP

CDP é uma organização global sem fins lucrativos que leva empresas e governos a reduzir suas emissões de gases de efeito estufa, salvaguardar os recursos hídricos e proteger as florestas. Eleito o provedor número um em pesquisas climáticas por investidores e trabalhando com acionistas institucionais com ativos de US$106 trilhões, o CDP alavanca o poder do investidor e do comprador a fim de motivar as empresas a divulgar e gerenciar seus impactos ambientais. Mais de 9.600 empresas com mais de 50% da capitalização do mercado global divulgaram dados ambientais por meio do CDP em 2020. Isso, além das centenas de cidades, estados e regiões que divulgaram seus dados, fazendo da plataforma do CDP uma das mais ricas fontes de informação de abrangência global sobre como as empresas e os governos estão promovendo mudanças ambientais. CDP é membro fundador da We Mean Business Coalition. Visite https://cdp.net/pt ou siga-nos @CDP-LA para saber mais.

[email protected]