Covid-19, resfriado, gripe, sinusite e rinite: otorrinolaringologista explica como diferenciar os sintomas

Array

Com a chegada do outono, as doenças respiratórias costumam aumentar em até 40%, confundindo ainda mais as enfermidades.

Atualmente, basta um espirro ou sensação de mal-estar para o medo da contaminação por Covid-19 assolar uma família. De acordo com a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF), as doenças respiratórias costumam aumentar em até 40% no outono, podendo confundir ainda mais as patologias e sintomas.

As doenças respiratórias da nova estação são divididas em duas: infecciosas (gripes, resfriados e sinusites) e as imunológicas (rinites ou outras de quadro alérgico). É preciso prevenir, para não precisar remediar. “Maus hábitos podem facilitar a transmissão de vírus e bactérias. Enquanto ambientes mal ventilados facilitam o contágio por via aérea, o compartilhamento de objetos estimula a transmissão por contato direto ou indireto com o infectado”, informa o otorrinolaringologista, Prof. Dr. Eduardo Baptistella, presidente da ABORL-CCF.

Como diferenciar as principais doenças do outono

Covid-19. É provocada pelo coronavírus denominado SARS-CoV-2. É a Covid-19. Nos casos leves a moderados, os sintomas apresentados são majoritariamente febre, tosse seca, cansaço e perda de paladar ou olfato. Os sintomas mais graves envolvem a dificuldade de respirar ou falta de ar, dor ou pressão no peito e perda de fala ou movimento.

Resfriado. É causado por vírus, como rinovírus, adenovírus, coronavírus (não Covid-19). Apresenta sintomas como nariz entupido, coceira no nariz, espirros e mal- estar.

Gripe. É provocado pelo vírus influenza. Apresenta os mesmos sintomas do resfriado adicionados à febre e dores pelo corpo. Pode acompanhar dor de garganta e tosse.

Rinite. É causado por quadro alérgico diante o contato com poeira, animais ou mudanças climáticas. Apresenta sintomas como nariz entupido, coceira no nariz e espirros. Não acompanha febre ou mal-estar.

Sinusite. É uma infecção dos seios da face provocada por vírus ou bactéria. Apresenta sintomas como secreção nasal, dores de cabeça, febre, tosse e dores no corpo.

Quando procurar um especialista

Cabe ao médico otorrinolaringologista classificar e avaliar o melhor tratamento ao paciente de maneira personalizada, seja resfriado, gripe, rinite, sinusite ou Covid-19.

“Em caso de febre, dores no corpo, coriza ou dores de cabeça frequentes, procure imediatamente um médico otorrino, seja via telemedicina ou consulta presencial. Nunca se automedique, seja com sprays nasais ou comprimidos, pois os descongestionantes levam não só ao efeito-rebote, como  também ao desenvolvimento de outras doenças, como cardíacas, de pressão arterial, glaucoma, perfurações septais e sangramentos no nariz”, finaliza o Dr. Baptistella.

caroline.cruz@midiaria.com

ÚLTIMAS NOTÍCIAS