Planejar é a chave para obter resultados assertivos

Curso do Laboratório de Desenvolvimento Humano (DHLab) da FAE Centro Universitário aborda os mais diversos tipos de planejamentos para os direcionamentos na vida profissional e pessoal

 

É certo que muitos acontecimentos surgem sem nenhum planejamento. Afinal, o incerto está presente no dia a dia de todos. No entanto, o planejamento das ações cotidianas, sejam elas de curto, médio e longo prazo, pode contribuir com resultados extremamente positivos. E isso vale para todos os setores da vida, desde o profissional até o pessoal. Nesse sentido, o Laboratório de Desenvolvimento Humano (DHLab) da FAE Centro Universitário realiza nos dias 25 e 27 de maio o seu Bloco 4 de cursos, com o tema “Planeje sua Vida”. O Bloco é voltado para o público em geral e as inscrições podem ser feitas pelo site fae.edu/cursos/dhlab.vm.

O foco do Bloco 4 é sugerir aos participantes estratégias para planejamento profissional e pessoal. Entre os assuntos que serão abordados estão planejamento do tempo, financeiro e de lazer; criação e fortalecimento de relacionamentos; e por fim, negociações e concessões no âmbito pessoal. 

O professor de Matemática Financeira e Engenharia Econômica da FAE Centro Universitário, Amilton Dalledone Filho, considera que o brasileiro, de forma geral, não tem o hábito de planejar sua vida, principalmente no que diz respeito às finanças. “A maioria dos jovens não tem educação financeira em casa. Vemos, inclusive, que alguns pais acabam compensando sua ausência ‘comprando’ seus filhos, isto é, não medindo esforços para adquirir tudo que eles querem”, alerta o professor. 

Alguns sinais evidenciam essa falta de educação financeira, e até o descontrole na administração do dinheiro, como o mau uso do cartão de crédito; a falta de estabelecimento de critérios para presentear (em especial nas datas comemorativas, como o Natal, por exemplo); o desequilíbrio na destinação do salário ou renda (o 13º salário, por exemplo, que deveria ser um plus no orçamento, é utilizado corriqueiramente para pagar contas); a ausência da cultura de criar uma reserva financeira, guardando uma porcentagem da sua renda (poupança, investimentos etc). Sem falar nos gastos excessivos, e muitas vezes sem importância, que geram endividamento. “Acredito que falta não só educação financeira, mas consciência dos gastos também”, analisa Dalledone.

O professor lembra algumas dicas para se conseguir uma melhor organização financeira, como aplicações, planos de previdência, economias que podem ser feitas dentro de casa (nas contas de luz, água, entre outras). “Acredito que é necessária uma mudança na forma de pensar, isto é, é mais importante ‘ser’ do que ‘ter’, logo uma valorização da pessoa humana e não do que ela “veste”, alerta o professor. 

Dalledone Filho será um dos palestrantes no Bloco 4 do DHLab. Ele vai abordar a importância da organização financeira, que envolve o balanceamento do que se ganha e o que se gasta, para onde destinar o dinheiro, entre outras prioridades para um bom planejamento das finanças. “Não basta planejar, é preciso organizar e agir, que seria executar o planejamento dentro do que foi planejado”, pontua o professor. No curso, os participantes também vão executar atividades práticas, como montagens de orçamentos pessoais.

 

Planejamento do tempo

Um dos grandes dilemas contemporâneos é a falta de tempo. Mas será que falta mesmo tempo ou as pessoas é que não conseguem estabelecer prioridades e determinar o que é urgente e o que é importante?

No curso do DHLab, a abordagem caminhará para a reflexão e sugestão de alternativas viáveis para uma melhor gestão do tempo. “A abordagem no DHLab ficará mais voltada para como podemos equacionar o nosso tempo para vivermos a nossa vida profissional e pessoal de forma mais saudável e gratificante”, explica a professora da FAE Centro Universitário e também palestrante do DHLab, Cibele Bastos. A ideia é que o participante consiga identificar possíveis urgências que não são importantes, e vice-versa. “Uma das principais dificuldades das pessoas é estabelecer limites. E com a pandemia isso se agravou, pois muitas estão em home-office e não conseguem administrar o tempo e nem as exigências do outro e delas mesmas”, observa Cibele.

As consequências do mau uso do tempo podem ser várias, desde produções não satisfatórias no trabalho e na família, até doenças, como a ansiedade, por exemplo. “Por mais que a tecnologia seja nossa aliada nisso, o ser humano tem limites. E é preciso respeitá-los. Precisamos nos autoconhecer, estabelecer prioridades, ter consciência de nossas escolhas”, recomenda a professora. 

As relações interpessoais que são nutridas pelas pessoas também sofrem com a má gestão do tempo. Por isso, o assunto também entrará na discussão do Bloco 4 do DHLab. “Melhor não acabar o dia com a sensação de que eu tinha milhões de coisas para fazer, mas não fiz. Eu gasto meu tempo com o que tenho que fazer ou com o que é importante para mim?”, alerta Cibele.

 

O DHLab

O DHLab é coordenado pelo Núcleo de Empregabilidade (NEP) e pelo Núcleo de Relações Internacionais (NRI) da FAE, dois serviços acadêmicos que atuam com carreira e intercâmbio. O DHLab é voltado para todos que querem ampliar suas aptidões comportamentais para se tornarem profissionais de sucesso, mais completos e humanos. Assim, quem está no mercado de trabalho há pouco tempo, ou mesmo os mais experientes, mas querem se desenvolver ainda mais, podem participar do DHLab.

 

AGENDA

Bloco 4 do DHLab: Planeje sua vida

Objetivo: conscientizar os participantes sobre a importância de criar estratégias para um planejamento adequado da vida pessoal e profissional

Temas: Planejamentos de lazer e tempo; planejamento financeiro; criação e fortalecimento de relacionamentos; negociação/concessões no âmbito pessoal; 

Palestrantes: equipe DHLab e convidados

Quando: 25 e 27 de maio

Horário: das 16h50 às 18h50 (carga horária de 4 horas)

Investimento: R$ 15 (alunos e ex-alunos da FAE) e R$ 100 (público externo)

Local: on-line

Inscrições: fae.edu/cursos/dhlab.vm.

 

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui