Dia dos Pais promete ajudar no reaquecimento da economia

De acordo com dados da Social Miner, em parceria com a Clearsale, Octadesk e Opinion Box, em 2020 as vendas virtuais registraram um crescimento de 127%, comparado ao ano anterior, no volume de pedidos para o Dia dos Pais. Segundo a myWorld, houve aumento considerável no consumo virtual da plataforma no Brasil, cerca de 73%, entre os meses de fevereiro e março de 2020. Esse comportamento vem se acentuando, desde o início da pandemia, e é reforçada em datas comemorativas. Um exemplo dessa tendência é o Dia dos Namorados deste ano em que o comércio eletrônico obteve um faturamento de 20% a mais que no ano anterior.

O aumento também é consequência de uma maior adaptação a este tipo de compra por parte do consumidor, que passou a enxergar mais vantagens no meio virtual que no físico, como por exemplo uma comparação de preços mais rápida e completa, a opção do uso de cupons de descontos, o cashback (dinheiro de volta) e alternativas para economizar e fazer uma compra mais inteligente. Segundo uma pesquisa de intenção de compra para o Dia dos Pais de 2020, realizada pela Social Miner em parceria com a Opinion Box, 47,3% das pessoas procuraram presentes com ofertas e benefícios como o cashback.

Já estudo realizado pela NZN Intelligence em 2020 apontou que em meio à pandemia, o comércio eletrônico alavancou as vendas e cresceu no Brasil cerca de 75% em apenas um ano. Os dados mostram uma forte mudança de comportamento do consumidor, que encontrou mais conforto, comodidade e acesso a programas de desconto exclusivos oferecidos por sites de grandes varejistas.

Em pesquisa global publicada pela empresa Blackhawk Network, responsável por oferecer soluções de pagamento por meio de produtos pré-pagos, cerca de 13 mil entrevistados em nove países afirmaram que preferem consumir produtos de varejistas que oferecem uma maior variedade de métodos de pagamentos digitais.

A pesquisa trouxe ainda pontos muito importantes sobre a relação do público brasileiro, indicando que a relação de fidelidade destes consumidores com a marca é maior quando eles têm acesso a benefícios como cartões-presente, pagamentos via código QR e carteiras digitais. 74% dos participantes brasileiros afirmaram que utilizariam métodos de pagamentos digitais se recebessem benefícios como brindes ou descontos. 56% deles disseram que se fidelizariam a esses meios se recebessem mais informações e benefícios práticos. Além disso, 32% dos entrevistados brasileiros afirmaram que, ao receberem um cartão-presente, eles estão inclinados a comprar itens mais caros do que o valor recebido, utilizando o cartão como parte do pagamento.

CONTATO COM O COLUNISTA    pietrobelliantonio0@gmail.com

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui