Franciny Ehlke, Larissa Manoela e Professor Noslen são eleitos os melhores Influenciadores do Paraná

iBest inicia hoje votação aberta para a escolha do vencedor

Franciny Ehlke, Larissa Manoela e Professor Noslen são eleitos os melhores Influenciadores do Paraná

Franciny Ehlke, Larissa Manoela e Professor Noslen são os Top3 Influenciadores do ano do Paraná, segundo o voto popular do Prêmio iBest 2021. Além da votação aberta aos brasileiros, a Academia iBest também elegeu os Top3 pelo enfoque técnico, que são Franciny Ehlke, Kéfera Buchmann e Professor Noslen. A votação popular para a escolha do vencedor irá até o dia 24 de outubro no site premioibest.com.

A figura do digital influencer viu sua importância crescer, em especial na última década. Com uma variedade de conteúdos, de lifestyle à educação, diversos influenciadores transcenderam a territorialidade, fazendo sucesso no país inteiro. Para se ter uma ideia, somente no Instagram, Franciny Ehlke, Larissa Manoela e Professor Noslen somam juntos mais de 55 milhões de seguidores, o que vai garantir uma disputa acirrada pelo título de melhor no Estado.

“Ao iBest cabe a responsabilidade de apontar o que é de maior interesse e afinidade para os brasileiros no universo digital, ao oferecer a oportunidade de eleger por votação aberta os melhores nas mais variadas categorias” afirma Marcos Wettreich, fundador e CEO do prêmio. “A competição pelo título de melhor do Brasil nunca esteve tão acirrada, como se pode atestar pelo grande envolvimento das empresas e influenciadores em todas as fases do iBest”, completa.

Os vencedores serão divulgados entre 08 e 12 de novembro e poderão utilizar por um ano a certificação de excelência iBest, que, diferentemente de outras premiações, tem sua seleção baseada em algoritmo próprio que pesquisa e quantifica milhares de iniciativas, apontando matematicamente os destaques de cada segmento. Em 2021, o iBest projeta mais de 10 milhões de votos únicos ao longo da edição.

História

O iBest foi realizado pela primeira vez em 1995 e aconteceu até 2008, período em que foi não somente o maior prêmio da internet do Brasil, mas também do mundo. Em 2003, foi adquirido pela Brasil Telecom (atualmente Oi). Em 2020, Marcos Wettreich assumiu, novamente, o controle da marca e relançou a premiação, ampliada e focada em todo o universo digital composto por sites, apps, e as redes sociais Youtube, Tiktok, Twitter, Linkedin, Twitch, Facebook e Instagram.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui