Dietas da moda ou reeducação alimentar? Saiba como perder peso de forma saudável

A pouco mais de 2 meses do fim do ano, muita gente se pergunta se ainda é possível chegar no Natal e Ano Novo com alguns quilinhos a menos, mais bonita(o) e saudável.

A resposta é sim, segundo a nutricionista do Hospital Otorrinos Curitiba, Isabella Albano Guimarães, porém exige esforço e dedicação.

“Sempre é tempo de iniciar o processo de emagrecimento, desde que ele seja saudável e sem loucuras. A dica principal é procurar apoio de um nutricionista, pois ele é o profissional capacitado para atender os mais diversos objetivos das pessoas em relação à alimentação e nutrição. Considerando os aspectos biológicos, psicológicos e sociais do paciente, conseguimos auxiliá-lo a obter novos hábitos alimentares e um novo estilo de vida”, lembra Isabella.

Fuja das dietas “malucas”

Ao iniciar um processo de emagrecimento e consequentemente a melhora da qualidade de vida, é importante deixar de lado as dietas ‘malucas’, que prometem perda de peso imediata e que por vezes eliminam grupos alimentares importantes para o nosso corpo.

Em alguns casos, as loucuras para conseguir o corpo perfeito podem gerar dor de cabeça, fraqueza, irritabilidade, queda de cabelo, unhas fracas, lesão muscular e alguns outros sintomas gerados por deficiências nutricionais, que acontecem pela ingestão insuficiente de nutrientes e calorias (menor do que o necessário para o organismo).

Segundo Isabella, as dietas muito restritivas e que prometem resultado em semanas podem gerar o famoso “efeito sanfona” (perda de peso e depois o reganho dele), perda de massa muscular e não de gordura (que seria o principal objetivo) e má funcionalidade de alguns órgãos devido à perda de vitaminas e minerais, além da sobrecarga de alguns nutrientes, podendo gerar doenças renais, diabetes, dislipidemias, pancreatite, perda de libido e dificuldades metabólicas.

“Além de todos esses problemas, pode haver o desenvolvimento de transtornos alimentares. Por isso, fazer loucuras em busca do corpo “perfeito” pode custar mais caro do que fazer um acompanhamento nutricional e emagrecer com saúde. Afinal, não podemos esquecer: nem sempre um corpo magro e definido, dito como “perfeito”, é saudável e nutrido; e nem sempre um corpo acima do peso ideal é doente. Então, se o objetivo é perder ou ganhar peso de forma saudável, sem riscos nutricionais, psicológicos e físicos, é fundamental ter acompanhamento nutricional”, reforçou Isabella.

Aposte na reeducação alimentar

Para uma perda de peso mais saudável e duradoura, a reeducação alimentar é mais eficiente, uma vez que é uma mudança para toda vida, os alimentos são permitidos, há liberdade ao comer e o principal é que reduz e mantém o peso. Já na maioria das dietas existe um tempo para acabarem, alguns alimentos são proibidos, há culpa ao comer e pode gerar efeito sanfona.

“Vale lembrar que em alguns casos a dieta é, sim, muito importante, mas sempre com acompanhamento de profissional capacitado para a função, neste caso o nutricionista. Outro ponto fundamental que vale destacar é que não existe uma reeducação alimentar igual para todos, uma vez que não existem pessoas iguais, por isso deve ser personalizada para ser mais eficiente”, acrescentou.

Menos peso, mais qualidade de vida

O excesso de peso diminui a qualidade de vida e é um dos principais riscos para várias doenças, como hipertensão, diabetes, dislipidemias e apneia do sono. Por isso, se o paciente já tem uma predisposição genética para essas ou outras doenças crônicas não transmissíveis, perder peso deixa de ser apenas estético.

“Menos peso gera ganho de saúde e qualidade de vida, uma vez que os riscos reduzem e os benefícios prevalecem”, ressaltou.

Dicas para emagrecer com saúde

Além de foco, dedicação e persistência para atingir os objetivos, é fundamental seguir algumas orientações importantes ao longo do processo. Isabella listou alguns:

•           Beba água. Para descobrir o ideal para o seu organismo, multiplique seu peso por 30 e 35, e assim terá o limite mínimo e máximo de água para seu peso, podendo variar nessa quantidade.

•           Pratique atividade física, no mínimo, 2x por semana com duração de uma 1h, sempre orientado por um profissional de educação física;

•           Procure um local tranquilo quando for se alimentar. Evite distrações (celular e televisão), mastigue devagar e tenha horários definidos, evitando ficar muito tempo sem comer.

SERVIÇO:

>> Hospital Otorrinos Curitiba

Rua Doutor Roberto Barrozo, 1381, 1º andar – Mercês

Telefone: (41) 3335-0302

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 20h; sábado e domingo, das 8h às 18h.

>> Otorrinos Pinhais

Endereço: Avenida Jacob Macanhan, 93 – Centro Médico Pinhais

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 17h

Telefone: (41) 3732-2009

Site: www.otorrinoscuritiba.com.br

Instagram: www.instagram.com/otorrinoscuritiba/

Facebook: www.facebook.com/OtorrinosCuritibaPR/

Diretor Técnico do Hospital Otorrinos Curitiba: Dr. Ian Selonke – CRM-PR 19141 | Otorrinolaringologia

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui