Mulheres assumem protagonismo na indústria

Setor de ensacadeiras da Votorantim Cimentos em Rio Branco do Sul (PR) mostra que elas podem estar cada vez mais onde querem

Equipe de mulheres que atua na produção – setor da ensacadeira – da fábrica da Votorantim Cimentos em Rio Branco do Sul (PR)

Já faz tempo que as mulheres vêm ocupando lugares que, um dia, foram majoritariamente masculinos, especialmente no setor da indústria. A Votorantim Cimentos registrou, em 2021, crescimento de 12,6% no número total de mulheres no seu quadro geral de empregados, sendo que 23,5% dos líderes da companhia são mulheres. A Votorantim Cimentos tem como meta em seus Compromissos de Sustentabilidade atingir 30% de mulheres em posições de liderança no Brasil até 2030.

Na fábrica da empresa localizada em Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba, é possível ver esse crescimento nas posições ocupadas por elas, e não só no administrativo, mas na produção do cimento. Um exemplo é o projeto Ensacadeira Inclusiva que hoje conta com quatro mulheres na operação, sendo duas delas também pessoas com deficiência (PCD).

Na escala de trabalho da operação das máquinas que ensacam o cimento estão Márcia Cristina Jovinski da Silva (34 anos), Gedicleia Santos Nascimento dos Santos (31 anos), Jamile Eduarda Gonçalves (20 anos) e Erica Paloma Faria do Santos (27 anos). Junto com o restante da equipe elas cuidam de uma das etapas finais do processo de produção do produto, o que significa que possuem uma grande responsabilidade no fluxo da fábrica ao auxiliar no controle, atendimento e resolução de falhas no abastecimento e na estocagem. Dentre as atribuições estão a máquina ensacadeira (uma rotativa), abastecer magazine que é onde são colocadas as sacarias para ir até a máquina, e ainda a paletizadora – equipamento que coloca os sacos de cimento em paletes para transporte.

Produção de cimento – Nascida e criada em Itaperuçu (ao lado de Rio Branco do Sul), Jamile Gonçalves idealizava trabalhar na empresa. Foi emancipada aos 17 para poder ser professora de informática, mas quando surgiu o Programa de Estágio Técnico para Mulheres da Votorantim Cimentos (em dezembro de 2019) não pensou duas vezes. Durante um ano trabalhou na área de manutenção preventiva enquanto fazia o curso de eletromecânica no Senai em Rio Branco do Sul. Quando foi efetivada para trabalhar como operadora de produção ela abriu as portas, sendo a primeira mulher na área. Agora, Jamile pretende continuar se especializando na área de elétrica com novos cursos de automação.

Da esquerda para direita: Gedicleia N. dos Santos, Erica F. Santos, Márcia J. da Silva e Jamile E. Gonçalves

“Já é um sonho realizado estar aqui, mas minha meta é maior, quero me aperfeiçoar em elétrica e sinto que tenho todas as condições aqui na empresa. Quando entrei foi um desafio, era tudo novo para mim e para eles, se adaptarem comigo na rotina deles também. Mas deu certo, agora já somos quatro e mostramos que somos capazes”, afirma Jamile.

Das diferenças e limitações de cada um, Jamile diz que “o importante é contar com o apoio das demais pessoas da equipe e vamos encontrando um jeito de adaptar as situações para gente. Somos capazes de fazer tudo aquilo que queremos fazer, independente da profissão e da dificuldade. Vai da tua determinação”.

Adaptação e superação – Quem compartilha da mesma visão é Erica Santos que está no mesmo setor faz 10 meses. “Tenho uma deformidade na mão direita, mas levo uma vida normal, me adapto a tudo. Posso ter a deficiência, mas não deixo de fazer o que quero por conta disso”, disse ela que acaba de conquistar o sonho de dirigir. Erica comprou um carro e, em apenas três semanas de prática, já está indo trabalhar com ele, uma liberdade importante para uma mulher casada que tem outra jornada em casa com dois filhos pequenos, e ainda estuda Pedagogia e não deixa de ir para academia e para o salão cuidar dos longos cabelos.

A vaidosa operadora está feliz por fazer parte da produção da Votorantim Cimentos na sua cidade. Seu pai e seu irmão também trabalham na empresa e ela queria muito fazer parte desse universo. “Acredito que fui contratada pela minha capacidade, minha deficiência nunca me atrapalhou para fazer nada, dou meu jeito para poder realizar. E todos ao redor estão prontos para ajudar se preciso. É um trabalho em equipe na verdade, cada um tem sua máquina, mas é de todos nós e nos ajudamos. Estou aprendendo bastante coisa e conhecendo bastante gente. Não me sinto menos que ninguém e, por ser uma pessoa aberta, me adapto fácil”, completa. Essas mulheres estão mostrando para outras mulheres que a rotina é possível e pode ser levada sem limitações, basta querer.

Diversidade e inclusão na Votorantim Cimentos – Essa iniciativa pertence ao Programa de Diversidade e Inclusão da Votorantim Cimentos. Para a empresa, diversidade é chave para inovação e construção de resultados duradouros e é vista como estratégica. Quanto maior a diversidade do time, maior a chance de um conhecimento amplo e maior a criatividade e o potencial de inovar. Diversidade para a Votorantim Cimentos é “somar pessoas diferentemente iguais”. A empresa também trabalha com outras frentes de inclusão nos pilares de Pessoas com Deficiência (PCDs); Gênero (com foco no empoderamento feminino); Raças (foco em população negra); e LGBTQIA+.

Sobre a Votorantim Cimentos

Fundada em 1933, a Votorantim Cimentos é uma empresa de materiais de construção e soluções sustentáveis. O portfólio de materiais de construção vai além dos cimentos e inclui concretos, argamassas e agregados. A companhia também atua nas áreas de insumos agrícolas, gestão de resíduos e coprocessamento. São quase 12 mil empregados e uma receita líquida de R$ 16,7 bilhões em 2020. As unidades da Votorantim Cimentos estão estrategicamente próximas aos mais importantes mercados consumidores em crescimento e presente em dez países, além do Brasil: Argentina, Bolívia, Canadá, Espanha, Estados Unidos, Luxemburgo, Marrocos, Tunísia, Turquia e Uruguai. Mais informações em www.votorantimcimentos.com.br

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui