SMA divulga resultados financeiros de 2021 e confirma previsão de vendas para este ano

Resumo do ano fiscal de 2021:

  • Vendas de € 984 milhões (2020: € 1,027 bilhão)
  • 13,6 GW em potência vendida no segmento de inversores (2020: 14,4 GW)
  • Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) de € 9 milhões impactado, principalemente, por um evento único que custou dezenas de milhões de euros (2020: € 72 milhões)
  • Índice de patrimônio ainda alto em 39% (31 de dezembro de 2020: 42%)
  • O Conselho Administrativo prevê vendas entre € 210 milhões e € 220 milhões, bem como EBITDA entre € 12 milhões e € 16 milhões, no primeiro trimestre de 2022 e confirma as perspectivas de vendas e lucros para o ano como um todo

No ano fiscal de 2021, a SMA Solar Technology AG (SMA/FWB: S92) gerou de € 983,7 milhões em vendas (2020: € 1.026,6 milhões). A ligeira queda de cerca de 4% nas vendas em relação ao ano anterior pode ser atribuída aos desafios consideráveis em relação à pandemia global de coronavírus e à situação relativa ao fornecimento de chips eletrônicos, que se tornou cada vez mais tensa ao longo do ano. Os fornecedores internacionais não conseguiram atender à demanda global significativamente maior como resultado da recuperação econômica e do avanço da digitalização. As consequências da pandemia de coronavírus, bem como a escassez de chips, foram sentidas particularmente no segmento SMA Business Solutions. Por outro lado, as vendas nos segmentos de Home Solutions e Large Scale & Project Solutions permaneceram no nível do ano anterior, apesar dos desafios. O EBITDA caiu para € 8,7 milhões (margem EBITDA: 0,9%; 2020: € 71,5 milhões, 7,0%). Os lucros foram impactados por um evento único na faixa de dezenas de milhões de euros. Isso foi resultado de um contrato oneroso de longo prazo para serviços de operação e manutenção (O&M) em usinas fotovoltaicas, do qual a SMA saiu.

O lucro líquido em 2021 foi de € 23,0 milhões (2020: € 28,1 milhões). O lucro por ação caiu para € 0,66 (2020: € 0,81). Com € 221,7 milhões, o caixa líquido permaneceu quase no mesmo nível do final do ano anterior (31 de dezembro de 2020: € 226,0 milhões). O índice de patrimônio caiu ligeiramente para 39,0% no final do ano de referência (31 de dezembro de 2021: 41,8%). Além disso, a SMA tem uma linha de crédito de 100 milhões de euros de bancos nacionais.

“A escassez de chips, que se agravou significativamente mais uma vez no segundo semestre do ano, prejudicou consideravelmente o desempenho dos negócios da SMA em 2021”, explicou o CEO da SMA, Jürgen Reinert. “Como fabricante europeu, fomos particularmente afetados aqui porque, em sua maioria, os fornecedores de componentes eletrônicos estão localizados nos EUA e têm os produtos produzidos na China. Assim, os clientes dessas regiões recebem tratamento preferencial no que diz respeito ao fornecimento. Além disso, um item pontual devido a um contrato oneroso na área de serviços de operação e manutenção de usinas fotovoltaicas impactou nosso resultado. A SMA rescindiu o contrato desfavorável para reduzir as perdas e libertar os próximos anos fiscais de encargos financeiros. Não há outro contrato no portfólio de O&M da SMA que mostre condições comparáveis”. No ano passado, a SMA reforçou sua posição em áreas-chave para o futuro e, assim, avançou em sua direção estratégica como uma empresa de transição energética. “Nossa subsidiária coneva forneceu aos clientes, incluindo a empresa de entrega de encomendas DHL, uma solução inovadora para o carregamento otimizado e controlado automaticamente de veículos elétricos”, disse Reinert. “Na área de armazenamento, trabalhamos para fornecer a maior usina de armazenamento formadora de rede do mundo em Torrens Island, na Austrália, e na área de negócios de produção de hidrogênio verde, diversos projetos com tecnologia de sistema da SMA para o processamento de corrente contínua para eletrólise entraram em operação nos EUA, Europa, Ásia e Austrália. Também tivemos sucesso na área de sustentabilidade. A empresa de contabilidade Deloitte, por exemplo, nos confirmou como parte de sua auditoria da demonstração não financeira de 2021 que 100% das atividades comerciais do grupo SMA são elegíveis à taxonomia da UE”.

Para o primeiro trimestre de 2022, o Conselho Administrativo da SMA prevê vendas entre € 210 milhões e € 220 milhões (primeiro trimestre de 2021: € 240,4 milhões) e lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) entre € 12 milhões e € 16 milhões (1º trimestre de 2021: € 20,1 milhões). O Conselho Administrativo da SMA confirma suas perspectivas de vendas e lucros para o ano fiscal de 2022, conforme publicado em 1 de março de 2022, que prevê um aumento nas vendas entre € 900 milhões e € 1,050 bilhão e EBITDA entre € 10 milhões e € 60 milhões. Atualmente, o Conselho Administrativo não vê nenhuma ameaça às perspectivas devido à guerra na Ucrânia. Atualmente não é possível uma avaliação conclusiva. “A SMA começou o novo ano com uma grande carteira de pedidos”, disse Reinert. “Esperamos que a escassez de componentes eletrônicos continue nos próximos meses. No entanto, continuaremos a fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para atender também a nossa entrada de pedidos, que continua muito saudável. No médio e longo prazo, vemos um excelente potencial de crescimento para a SMA. A luta contra a crise climática global, bem como a busca intensificada por um fornecimento de eletricidade independente das importações de energia, acelerará novamente a conversão para estruturas descentralizadas baseadas em fontes de energia renováveis nos próximos anos. A SMA está em uma posição de destaque para participar desse crescimento, tanto em seu negócio principal de energia fotovoltaica quanto em segmentos de negócios significativos para o futuro, como sistemas de armazenamento de baterias, mobilidade elétrica e produção de hidrogênio”.

O Relatório Anual da SMA 2021 está disponível online em www.SMA.de/IR/FinancialReports.

 

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui