quinta-feira, 18 julho 2024
14.1 C
Curitiba

Metaverso Industrial da Renault do Brasil recebe Prêmio Automotive Business 2023

A Renault foi a vencedora do Prêmio Automotive Business 2023 na categoria Indústria 4.0 com o case Metaverso Renault. A fabricante aplica em suas linhas as mais avançadas tecnologias no processo industrial, como inteligência artificial, máquinas e postos de trabalho conectados, gêmeo digital, impressão 3D e AGVs, os veículos guiados automaticamente, dentre outras soluções.

“Esse reconhecimento da Automotive Business é motivo de muito orgulho para a nossa equipe e mostra que estamos no caminho certo. A Renault está na vanguarda da tecnologia e é importante destacar que investir no Metaverso Industrial nos deixa mais competitivos, bem como também contribui para a melhoria da qualidade e reduz o impacto ambiental”, explica Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

Na Renault do Brasil a tecnologia está presente em todas as etapas do processo industrial. Em todo o Complexo Ayrton Senna, por exemplo, são mais de 750 robôs, mais de 26 mil imagens são processadas por dia utilizando a Inteligência Artificial, e o centro de impressão 3D já imprimiu mais de 11 mil peças para a América Latina.

Esse Metaverso oferece o monitoramento por meio de uma melhor visibilidade do ambiente de trabalho, permitindo que os vários atores ganhem agilidade e autonomia nas tomadas de decisão. Isso torna a tecnologia parte onipresente em todas as etapas do processo de produção dos veículos e faz com que a Renault seja a única fabricante de automóveis da América Latina a ser reconhecida pelo Fórum Econômico Mundial (WEF), como “Advanced 4th Industrial Revolution (4IR) Lighthouse” – “Farol da 4ª Revolução Industrial Avançada”, por ser uma planta referência em ações envolvendo a indústria 4.0.

Toda essa infraestrutura permite à Renault uma maior confiabilidade no processo, que se converge em qualidade, tanto no processo produtivo para o operador – que tem acesso a treinamento digital, postos de trabalho conectados, como no produto entregue aos clientes, que é monitorado em todas as etapas de produção, com tecnologias inovadoras. Isso permite também uma rastreabilidade mais precisa e digital de cada veículo.

A marca aplica tecnologias avançadas no processo produtivo desde o início da produção no Brasil, em 1998, há 25 anos. Foi a primeira montadora do Brasil – e a primeira unidade da Renault no mundo - a adotar a pintura à base de água e concebeu todo o Complexo Ayrton Senna, uma área de 2.5 milhões de metros quadrados, que possui 40% da sua área com mata preservada, com as mais avançadas tecnologias de produção.

A premiação da Automotive Business destaca projetos com potencial de impacto positivo, que tragam proposta inovadora e deem novo valor à indústria automotiva, à mobilidade e à sociedade. É um reconhecimento desenhado para profissionais e

organizações que ousam assumir o protagonismo da transformação que o mundo enfrenta para gerar impacto com novas soluções.

As empresas e pessoas indicadas foram selecionadas entre mais de 290 cases recebidos, além de sugestões da própria equipe editorial de Automotive Business. Após essa primeira etapa, as inscrições foram submetidas à análise da redação de AB, que apontou os quatro finalistas em cada uma das categorias.

Sobre a Renault do Brasil

Produzindo no Brasil há 25 anos, a Renault do Brasil conta com 5,3 mil colaboradores duas fábricas no complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR): a de veículos de passeio (CVP), a de comerciais leves (CVU).

Oferecendo uma gama completa veículos como o Kwid, Stepway, Logan, Duster, Captur, Oroch, e Master e, ainda, os veículos E-Tech 100% elétricos Kwid E-Tech e Megane E-Tech, a Renault inovou ao lançar a venda de produtos 100% on-line, entre outras soluções para facilitar a vida dos clientes.

Com o Renault On Demand, serviço de aluguel de veículos a longo prazo, a Renault traz novas soluções de mobilidade, juntamente com vários projetos de compartilhamento de veículos.

A Renault desenvolve, ainda, soluções de geração de energia limpa, com parceiros, como, por exemplo, o projeto de Fernando de Noronha onde foi construída uma garagem fotovoltaica que abastece os mais de 45 veículos elétricos que rodam por lá.

O Instituto Renault, responsável pelas ações socioambientais da marca no país, vem colaborando com o desenvolvimento da sociedade e já impactou mais de 865 mil pessoas ao longo dos seus 12 anos nos eixos de Inclusão e Segurança.Empresa foi reconhecida na categoria Indústria 4.0 por suas inovações no Complexo Industrial Ayrton Senna

A Renault foi a vencedora do Prêmio Automotive Business 2023 na categoria Indústria 4.0 com o case Metaverso Renault. A fabricante aplica em suas linhas as mais avançadas tecnologias no processo industrial, como inteligência artificial, máquinas e postos de trabalho conectados, gêmeo digital, impressão 3D e AGVs, os veículos guiados automaticamente, dentre outras soluções.

“Esse reconhecimento da Automotive Business é motivo de muito orgulho para a nossa equipe e mostra que estamos no caminho certo. A Renault está na vanguarda da tecnologia e é importante destacar que investir no Metaverso Industrial nos deixa mais competitivos, bem como também contribui para a melhoria da qualidade e reduz o impacto ambiental”, explica Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

Na Renault do Brasil a tecnologia está presente em todas as etapas do processo industrial. Em todo o Complexo Ayrton Senna, por exemplo, são mais de 750 robôs, mais de 26 mil imagens são processadas por dia utilizando a Inteligência Artificial, e o centro de impressão 3D já imprimiu mais de 11 mil peças para a América Latina.

Esse Metaverso oferece o monitoramento por meio de uma melhor visibilidade do ambiente de trabalho, permitindo que os vários atores ganhem agilidade e autonomia nas tomadas de decisão. Isso torna a tecnologia parte onipresente em todas as etapas do processo de produção dos veículos e faz com que a Renault seja a única fabricante de automóveis da América Latina a ser reconhecida pelo Fórum Econômico Mundial (WEF), como “Advanced 4th Industrial Revolution (4IR) Lighthouse” – “Farol da 4ª Revolução Industrial Avançada”, por ser uma planta referência em ações envolvendo a indústria 4.0.

Toda essa infraestrutura permite à Renault uma maior confiabilidade no processo, que se converge em qualidade, tanto no processo produtivo para o operador – que tem acesso a treinamento digital, postos de trabalho conectados, como no produto entregue aos clientes, que é monitorado em todas as etapas de produção, com tecnologias inovadoras. Isso permite também uma rastreabilidade mais precisa e digital de cada veículo.

A marca aplica tecnologias avançadas no processo produtivo desde o início da produção no Brasil, em 1998, há 25 anos. Foi a primeira montadora do Brasil – e a primeira unidade da Renault no mundo – a adotar a pintura à base de água e concebeu todo o Complexo Ayrton Senna, uma área de 2.5 milhões de metros quadrados, que possui 40% da sua área com mata preservada, com as mais avançadas tecnologias de produção.

A premiação da Automotive Business destaca projetos com potencial de impacto positivo, que tragam proposta inovadora e deem novo valor à indústria automotiva, à mobilidade e à sociedade. É um reconhecimento desenhado para profissionais e

organizações que ousam assumir o protagonismo da transformação que o mundo enfrenta para gerar impacto com novas soluções.

As empresas e pessoas indicadas foram selecionadas entre mais de 290 cases recebidos, além de sugestões da própria equipe editorial de Automotive Business. Após essa primeira etapa, as inscrições foram submetidas à análise da redação de AB, que apontou os quatro finalistas em cada uma das categorias.

Destaque da Semana

PIB do Paraná deve superar a média do país e crescer 2,2% em 2024, estima Santander

O Paraná deve continuar a trajetória positiva e apresentar...

Pilar de Fogo: Espetáculo de Horror estreia versão tecnológica no Mini Guaíra

Após o sucesso durante o Festival de Curitiba de...

Sonic Adventure Park é atração de férias no Catuaí Shopping Londrina

Tirolesa, parede de escalada, escorrega, piscina de bolinhas, pula-pula...

Artigos Relacionados

Destaque do Editor

Popular Categories

Mais artigos do autor