Ícone de Curitiba, Carne de Onça é pedida ideal para aproveitar na Rua 24 Horas

Um ponto turístico clássico da cidade de Curitiba (PR) também apresenta o sabor que conquista curitibanos e turistas. Na Rua 24 Horas, um dos pratos de maior sucesso é a Carne de Onça. A carne crua e temperada servida em broa virou símbolo da baixa gastronomia na capital paranaense, combinando perfeitamente com o ambiente da rua, outro símbolo da cidade, principalmente quando tratamos e turismo e entretenimento. Entre as operações gastronômicas do espaço, destaque para o Bávaro, bar que oferece uma receita tradicionalíssima do preparo.

 

Apesar do nome, que surpreende turistas, a Carne de Onça é feita com carne bovina moída, alho, cebola, cebolinha e azeite, servida sobre broa e apresentada com mostarda. A influência vem da cozinha alemã, mas o nome seria referência ao “bafo de onça” depois de comer o prato, caprichado na cebola. O prato teria surgido na década de 1940, servido para comemorar as vitórias do time de futebol Britânia, acompanhado de chope.

 

Assim, a mistura de Carne de Onça, chope e futebol acabou cruzando as décadas e a cultura curitibana. Clássica pedida de bar, está entre os pratos mais pedidos pela cidade – e não seria diferente na Rua 24 Horas. Especialmente em dias de jogos, transmitidos em telões, ela é muito pedida, por ser prática e fácil de compartilhar. No bávaro, o preparo sai a R$ 39,90.

 

Nos dias quentes, a Carne de Onça combina bem com chopes. O calor torna ainda mais convidativa a caneca de um litro, também tradição da Rua 24 Horas, que sai a R$ 27,90 (chope pilsen) no Bávaro. Já o Indian Pale Ale (IPA), também com opção de um litro, custa R$ 37,90. Quem gosta de compartilhar, pode aproveitar as Torres de Chope, com 3,5 litros, nas versões Pilsen (R$ 89,90) quanto da IPA (R$ 129,90).

 

A Rua 24 Horas funciona de segunda-feira a sábado, das 11h às 23h, na R. Visconde de Nácar – sem número, no Centro de Curitiba.