Usar cotonete para limpar o ouvido: certo ou errado?

Se você pensou em cera de ouvido e já fez cara feia lembrando da aparência um pouco escura da secreção e remetendo à sujeira ou falta de higiene, está enganado. E se você respondeu ‘certo’ para a pergunta acima, você precisa ler esse conteúdo até o final.

A cera de ouvido é uma substância natural do nosso corpo com diversas funções, entre elas a de proteção. Algumas pessoas podem produzir mais quantidade de cera, outras menos.

Também chamada de cerume, a cera de ouvido atua como uma barreira física contra sujeira, insetos, poeira e outros corpos estranhos que possam entrar no canal auditivo, causando danos ao tímpano. Além disso, ela é autolimpante e possui alguns compostos que impedem a proliferação de fungos e bactérias.

Karin Dal Vesco, médica otorrinolaringologista do Hospital Otorrinos Curitiba, lembra, ainda, que a cera é hidratante, prevenindo que a pele fique seca e descamativa.

“A cera mantém o canal auditivo úmido e lubrificado, evitando o ressecamento e a irritação da pele”, acrescentou a médica.

Por que a cera sai do ouvido?

Como já mencionado anteriormente, a cera de ouvido é uma substância natural do nosso corpo. Ela se mistura com as células mortas da pele e outros detritos dentro do canal auditivo, formando uma massa.

A cera de ouvido captura pequenas partículas de poeira, sujeira e outros detritos, impedindo que essas substâncias cheguem ao tímpano. Com o movimento natural da mandíbula (ao mastigar ou falar, por exemplo), a cera é empurrada aos poucos para fora do canal auditivo, levando consigo as impurezas.

“Diariamente o ouvido joga para fora o cerume, fazendo todo o processo de limpeza. Se eu uso cotonete, eu empurro de volta essa cera que o ouvido está tentando expelir. O uso de cotonete é o motivo mais frequente para que a cera se acumule. O paciente chega ao consultório com dor, não escutando bem, e com infecções frequentes no ouvido”, explicou a otorrino.

A cera ajuda a manter o pH adequado no canal auditivo, o que é fundamental para prevenir infecções e manter um ambiente saudável para a pele do ouvido.

Qual a maneira correta de limpar o ouvido?

Definitivamente, o uso de cotonetes não é indicado para limpar a parte interna do ouvido; apenas as bordas externas.

Segundo a Dra. Karin, o ideal é higienizar a orelha apenas com uma toalha, ao final do banho, para retirar aquela cera que esteticamente pode causar constrangimento.

“O cerume é produzido no conduto auditivo e constantemente os ouvidos tendem a jogar o cerume mais interno para fora, é um processo contínuo de limpeza. Se empurrarmos para dentro o cerume, estamos anulando completamente esta função de limpeza dos ouvidos. O ouvido se limpa sozinho”, resumiu a otorrino.

Quando procurar ajuda médica?

Se houver um acúmulo excessivo de cera que cause desconforto, perda de audição ou outros sintomas, é aconselhável procurar um médico otorrinolaringologista para a remoção adequada.

“O acúmulo de cera que causa obstrução com sintomas deve ser removido com um médico habilitado através de lavagem, curetagem ou aspiração. Tentativas de remoção em casa são passíveis de erros e complicações, como infecção e até perfuração dos tímpanos”, completou Karin.

Diretor Técnico do Hospital Otorrinos Curitiba: Dr. Ian Selonke – CRM-PR 19141 | Otorrinolaringologia