Ronaldo Fraga debate Antropologia e Etnografia no 11° Colóquio de Moda

O estilista brasileiro Ronaldo Fraga, a doutora em Ciências Sociais e Antropologia, Márcia Merlo, e a presidente do Colóquio de Moda, Maria de Fátima Mattos, debatem Antropologia e Etnografia na mesa-redonda “Moda e Memória”, nesta sexta-feira, dia 4, no 11° Colóquio de Moda, em Curitiba (PR).

Ronaldo Fraga se formou em Estilismo pela Universidade Federal de Minas Gerais e se especializou na Parson’s School of Design em Nova York e na Saint Martins School de Londres. Suas coleções integram a São Paulo Fashion Week há 14 anos, e seus desfiles são caracterizados pelo diálogo com a cultura e literatura brasileiras.

Doutora em Ciências Sociais Antropologia pela PUC-SP, Márcia Merlo é coordenadora e líder do grupo de pesquisa do Museu da Indumentária e da Moda. Leciona Relações Internacionais e Moda em cursos de graduação e pós-graduação. Suas pesquisas abordam temas étnicos como a antropologia das populações afro-brasileiras e etnografia urbana.

Maria de Fátima Mattos é presidente do Colóquio de Moda, além de coordenar os eixos de Educação e Ensino de Moda. Doutora em Artes e mestre em História, sua linha de pesquisa baseia-se em história da arte. É professora de graduação e pós-graduação nas áreas de estética, moda, cultura, artes e história. É autora de “O Neomanuelino no Brasil: a identificação de um estilo através das suas instituições” e “O Simbolismo e a Arquitetura de poder nos séculos XV e XVI em Portugal”.

Organizado pelo curso de Design da Escola de Comunicação e Negócios da Universidade Positivo, em parceria com a Associação Brasileira de Estudos e Pesquisa em Moda (ABEPEM), o 11° Colóquio de Moda teve início na quarta-feira, 2, e vai até 5 de setembro, na Universidade Positivo. O evento promove o encontro acadêmico de estudiosos e profissionais do universo da moda. Entre os conferencistas estão intelectuais e referências do mercado internacional da moda e do design, como Alison Gwilt, Christopher Breward, Nanni Strada e Susana Saulquin. Inscrições e mais informações estão no site do Colóquio:www.coloquiomoda.com.br.








Sobre a Universidade Positivo – A Universidade Positivo (UP) concentra, na Educação Superior, a experiência educacional de mais de quatro décadas do Grupo Positivo. A instituição teve origem em 1988 com as Faculdades Positivo, que, dez anos depois, foram transformadas no Centro Universitário Positivo (UnicenP). Em 2008, foi autorizada pelo Ministério da Educação a ser transformada em Universidade. Atualmente, oferece 54 cursos de Graduação (30 cursos de Bacharelado e Licenciatura e 24 Cursos Superiores de Tecnologia), três programas de Doutorado, quatro programas de Mestrado, centenas de programas de Especialização e MBA e dezenas de programas de Extensão. Em Curitiba, a UP conta com três campus: Ecoville, que ocupa uma área de 424,8 mil metros quadrados, Praça Osório, no centro da cidade, e Mercês – Catarina Labouré, este último dedicado ao curso de Enfermagem. Lançou, em 2013, seu programa de Educação à Distância, com dezenas de polos em todo o país. Segundo as avaliações do Ministério da Educação, é considerada uma das dez melhores universidades privadas do Brasil.(centralpress@presskit.com.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.