18ª edição do Agroleite termina neste sábado, 18

“Os desafios da produção e preservação ambiental” foi tema do Fórum da Agricultura, que aconteceu no penúltimo dia do evento

“Produzir e Preservar – O desafio da produção e preservação racional e sustentável, socioeconômica e ambiental” foi o tema do Fórum da Agricultura, que ocorreu nesta sexta-feira, 17, durante o Agroleite – um dos eventos mais completos da cadeira leiteira do país, que termina neste sábado, 18, na Cidade do Leite, Castro (PR). Participaram da discussão o ex-ministro da Agricultura, o economista Reinhold Stephanes, o produtor rural e membro do Conselho de Administração da Castrolanda, Peter Greidanus, e o pesquisador da Embrapa Territorial e supervisor do Grupo de Gestão Territorial Estratégica, Gustavo Spadotti Castro, com mediação do jornalista especializado em agronegócios, Giovani Ferreira.

O pesquisador da Embrapa apresentou números que desmistificam que há uma oposição entre o agronegócio e as áreas de proteção ambiental no país. “Ninguém dedica mais recursos e tempo à preservação do meio ambiente que o produtor rural brasileiro”, disse Gustavo Spadotti Castro. Ele apresentou estudo da Embrapa e instituições parceiras que revelam que 28% dos imóveis rurais são destinados à área de preservação ambiental. No Paraná, esse número corresponderia a 23% das áreas rurais. “O setor do agronegócio preserva o equivalente a dez países da Europa. Dizer que o produtor rural não faz seu papel de proteger e preservar, não é verdade!, enfatizou.

Sobre a ocupação e uso de terras no Brasil, ele lembrou ainda que 66,3% do seu território é composto por áreas destinadas à vegetação, protegidas ou preservadas, enquanto, que menos da metade disso, 30,2 são utilizadas no agronegócio. Em contrapartida, nos Estados Unidos os números se invertem. “Cerca de 75% do território, é utilizado pelo agro, enquanto que 20% são áreas protegidas ou preservadas”, comparou.

O ex-ministro Reinhold Sthephanes lembrou que muitos segmentos da sociedade ainda não aceitam o termo agronegócio e que a questão está ligada a “uma briga ideológica”. “Parece que tudo que nós fazemos nos é limitado. A esquerda brasileira não aceita a palavra agronegócio. A sociedade civil organizada não nos aceita”, acusou. Segundo ele, há um aparelhamento do estado para dificultar a atividade do agronegócio. “Infelizmente, trata-se de um debate muito ideológico e não técnico, senão seria mais fácil explicar e conversar”, acredita Stephanes.

Outros desafios: água, solo e logística
O pesquisador da Embrapa destacou que há outros desafios para o produtor rural. “O agronegócio brasileiro é um player decisivo no esforço planetário para garantir segurança alimentar, energética e a paz com sustentabilidade no mundo.” Contudo, salientou que é preciso buscar soluções para o uso eficiente e consciente da água e do solo. “Apesar das dificuldades, o Brasil, seus agricultores e suas agriculturas, estão, cada vez mais, adotando práticas que utilizam racionalmente a água e o solo”, afirmou.

O produtor rural, Peter Greidanus, lembrou que outro problema do setor é a logística. “O país tem condições de crescer com produtividade, mas precisa olhar para a sua estrutura logística. Chegamos num ponto de estrangulamento. Precisamos investir em logística, senão seremos reféns, como aconteceu na greve dos caminhoneiros (ocorrida em maio passado e que prejudicou o abastecimento de alimentos em todo o país, acumulando prejuízos para vários setores da economia),” salientou.

Balanço dia 17
Nesta sexta, 17, também foram destaque no Agroleite as etapas de julgamento de animais, a palestra do cônsul econômico de Israel, Itzhak Reich, que falou sobre Tecnologia e Inovação - O modelo de inovação de Israel, sobre stattups e o uso consciente da água, e o Fórum de Suinocultura, que abordou os produtos da Alegra – empresa o Grupo Union.

PROGRAMAÇÃO DO ÚLTIMO DIA DA 18ª. EDIÇÃO DO AGROLEITE - SÁBADO (18/8)
8h - Fé & Café: A força que une a todos Centro de Eventos
8h30 - Apresentação do Clube da Borrega Arena Agroleite
9h30 - Julgamento do Clube das Bezerras Arena Agroleite
10h - Campeonato de Tratores: Trekker Trek Pista de Provas
10h30 - Copa dos Apresentadores Arena Agroleite
12h30 - Apresentação Categoria Mirim (Fraldinha) Arena Agroleite
14h30 - Julgamento da Raça Holandesa Adulta Arena Agroleite
18h - Julgamento da Vaca do Futuro Arena Agroleite
19h - Desfile das Campeãs e Cerimônia de Seleção e Premiação da Campeã Suprema Agroleite 2018 Arena Agroleite
20h - Saída dos Animais
20h - Encerramento das atividades do Agroleite 2018

SERVIÇO: O Agroleite 2018 acontece entre os dias 14 a 18 de agosto, sempre das 8h às 18h, na Cidade do Leite, anexa ao Parque de Exposições Dario Macedo, localizado no KM 198 da PR 340 (Estrada de Castro), em Castro, no Paraná. A entrada é gratuita. Mais informações e inscrições no site www.agroleitecastrolanda.com.br.

Talvez você se interesse por estes artigos

Fechar Menu