Investir em veículos elétricos é mais barato que remediar problemas causados pela poluição

eion-carro-eletrico-brasileiro

A Organização Mundial da Saúde afirmou em evento da ONU que inciativas de combate ao aquecimento global são mais baratas que tratar de problemas de saúde causados pela poluição e pelas mudanças climáticas.

Comando News – A Organização Mundial da Saúde aproveitou a conferência da ONU sobre mudanças climáticas, na Polônia, no início de dezembro, para divulgar um alerta: sete milhões de pessoas morrem por ano no mundo só por causa da poluição do ar. Asma, câncer, AVC e doenças cardíacas estão entre os principais problemas de saúde decorrentes das mudanças climáticas.

Uma das saídas para minimizar os efeitos das mudanças climáticas é frear o consumo de combustíveis fósseis como o carvão e o petróleo. Tal atitude diminuiria tanto o aquecimento global como a emissão de poluentes na atmosfera. Uma das alternativas de mobilidade urbana que estão sendo desenvolvidas com interessantes inciativas brasileiras e que vêm de encontro com as recomendações dos especialistas são os veículos elétricos.

No Brasil, que está entre os 15 países que mais poluem o planeta e também entre os dez maiores mercados automobilísticos, cresce o interesse de empresários e consumidores pela mobilidade elétrica, prova disso é o recente lançamento do Buggy Power – veículo 100% elétrico desenvolvido no Paraná com tecnologia 100% brasileira pela startup eiON. “A eiON nasceu perfeitamente alinhada com os 17 ODS – Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU, dentro da Agenda 2030, no exato momento em que todos os países buscam alternativas viáveis para produção e consumo de energia limpa e renovável” comenta Milton Francisco dos Santos Junior, engenheiro responsável pela startup curitibana. A eiON está dando início à fabricação em série de seus veículos 100% elétricos e, além da venda, a empresa pretende utilizar o modelo de compartilhamento de carros, conhecido como carsharing.

Sobre a eiON e o Buggy Power 

O Buggy Power é apenas o primeiro produto da eiON. É o nosso o MVP (produto mínimo viável), que validou a startup. A viabilização de um veículo elétrico 100% brasileiro, em perfeita sintonia com os 17 ODS da ONU, somente foi possível porque foram negociadas e viabilizadas diversas parceiras, afirma Milton.

O buggy é 100% elétrico, possui dispositivos de inteligência artificial e é conectado.

eiON e os seus veículos elétricos são o resultado de um projeto de dois anos de um grupo de engenheiros e empresários paranaenses.

O buggy possui um power train totalmente elétrico. Conta com um motor elétrico produzido empresa brasileira pela WEG, com equipamentos eletrônicos embarcados projetados pela equipe de engenharia da própria eiON, e ainda possui baterias de íon-lítio de três empresas distintas, que estão sendo testadas para análise de desempenho, com potência de 12 kWh a 51 kWh.

IMG_0382

O Buggy Power chegou ao mercado com quatro versões – Básica, Padrão, Econômica e Luxo – e autonomia para rodar entre 150 km e 500 km, no caso da versão luxo em que as baterias são de 51 kWh. Na versão econômica o tempo estimado de uma recarga lenta é de 5 horas, com custo de R$ 9.

O objetivo da eiON é ser uma fabricante nacional de veículos elétricos. A eiONestá mirando primeiro um mercado de nicho, para atender resorts, pousadas, locais voltados ao ecoturismo, além de todo o público que está preocupado com a saúde pública e com as mudanças climáticas.

https://www.facebook.com/aaaeion/
https://aaaeion.com/

Talvez você se interesse por estes artigos

Fechar Menu
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com