Pesquisa já aponta mudança de hábitos e adaptação ao “Novo Normal”

Em poucos meses, o novo coronavírus já mudou rotinas e prioridades. A pandemia causada pela Covid-19 colocou o bem-estar e a qualidade de vida no topo das preocupações mundiais. E isso, claro, está não só afetando o tempo presente, como também causando impactos permanentes no futuro.

As mudanças de comportamentos e formas de consumo eram iminentes e já vinham sendo anunciadas pelos jovens da Geração Z, mas o cenário atual fez com que todo o processo acontecesse ainda mais rápido. Chegamos, finalmente, a aceitar as modernidades e tecnologias do século XXI e, com isso, o nosso “Novo Normal”.

Para deixar ainda mais clara essa realidade, a Organização das Nações Unidas (ONU) publicou diretrizes que servem como guia para os tempos que estão por vir. Os principais pontos estão ligados à solidariedade global, responsabilidade compartilhada, e proteção de empregos, empresas e meios de subsistência. É oficialmente uma nova era.

Mas isso os brasileiros já vêm sentindo na prática nos últimos dois meses, conforme o infográfico produzido pela equipe do site de roleta online Betway Cassino com base nos dados da MindMiners.

 

O Novo Normal

Nesta nova vivência que chegou para ficar, as pessoas estão se adaptando para manter a segurança e a saúde, física e mental, mesmo com as restrições e limites de permanecer, o máximo possível, em casa. Elas estão mais atentas às próprias necessidades e sensíveis às necessidades daqueles que estão ao seu redor.

Além de terem mais tempo para as atividades básicas, como cozinhar, fazer exercícios, ficar com a família e reforçar laços, os brasileiros também estão entendendo melhor a si mesmos, meditando, se aprimorando em outras habilidades, pensando em novas formas de consumo e valorizando os profissionais que interferem no bem-estar do dia a dia.

O infográfico do “Novo Normal”, publicado no blog no site de cassino online, aponta que: 84% dos brasileiros dizem que estão cuidando melhor de si mesmos; 74% dos brasileiros estão consumindo mais notícias e se mantendo atualizados com as pautas dessa nova dinâmica de mundo; 64% dos brasileiros dizem que estão tendo mais cuidados relacionados a suas próprias casas e famílias; 51% dos brasileiros já estão comprando mais pela internet ou por aplicativos; e 49,25% dos brasileiros estão procurando o online para se capacitar mais.

Além disso, sobre a conectividade da população, que se mostra cada vez mais adepta ao meio digital, 21,75% dos entrevistados na pesquisa afirmaram que passaram a comprar uma gama maior de produtos online, sejam eles eletroeletrônicos, de mercearia, farmácia, entre outros. Com relação à entrega, houve um aumento de 21,25% no uso de aplicativos de delivery. Já para o crescimento profissional e pessoal, 46% dos brasileiros decidiram fazer algum curso online de auto aperfeiçoamento.

 

Geração Z 

Outros dados ilustrados pela Betway, produzidos de acordo com a pesquisa realizada pela Box 1824 com a McKinsey, também mostram o perfil da Geração Z, que já está influenciando os costumes e as práticas do Novo Normal. Esta análise permite entender como serão os consumidores, empresários e trabalhadores do futuro.

Segundo o infográfico intitulado “Geração Z é a Vanguarda” , 75% dos novos consumidores compraram ou considerariam comprar produtos de uma marca que apoie causas como: proteção do meio ambiente, direitos humanos, inclusão e igualdade.

Além disso, 60% dos jovens da Geração Z quer que seus empregos afetem o mundo, 26% dos jovens de 16 a 19 anos atualmente são voluntários e 76% estão preocupados com o impacto da humanidade no planeta. Ainda, 30% dos entrevistados estão preocupados com o impacto da pobreza e da fome, e priorizam esses temas diante de questões como o desenvolvimento econômico, por exemplo.

O “Novo Normal” está transformando a maneira como a população mundial se relaciona, trabalha, consome, produz e se conecta. Novas interações, visões de mundo e oportunidades são criadas todos os dias, e tudo está em constante movimento. O momento é de reflexão, para que cada um possa entender os avanços que surgem e decidir como contribuir para este formato inédito da sociedade.

m.p.a.

Comments are closed.