Grupo Squadra reforça cultura de colaboração para oferecer mais inovação ao mercado

0
139

Referência na aplicação do modelo de Squads Distribuídos no desenvolvimento de soluções de TI, grupo investe em ambiente de co-criação e colaboração para reforçar o engajamento interno

 

            Reunir as melhores ideias para levar a inovação de maneira completa ao mercado. É com esse objetivo que o Grupo Squadra vem trabalhando para reforçar a cultura de co-criação e colaboração em suas operações. Entre as novidades, destaque para a aplicação de um novo modelo interdisciplinar e ágil de operação, com a integração completa das equipes de desenvolvimento, negócio e gestão do grupo. A ideia é expandir o modelo de Squads Distribuídos, já utilizado para o desenvolvimento de soluções de TI, como estratégia para impulsionar a inovação em toda a cadeia de atendimento do grupo.

            “A Transformação Digital exige que as empresas tomem decisões cada vez mais rápidas e direcionadas aos negócios”, afirma André Cioffi, CEO do Grupo Squadra. “Por isso, nada melhor do que valorizar a colaboração entre profissionais altamente capacitados e envolvidos no dia a dia dos projetos para pensar em novas ideias e caminhos.”

            O executivo explica que o programa de integração adotado faz parte de um trabalho de transformação cultural bastante agressivo, que tem como propósito posicionar o Grupo como um parceiro cada vez mais completo para os clientes de todo o Brasil. “Queremos entregar respostas mais rápidas e inovadoras às empresas. Nesse contexto, precisamos valorizar as mentes que temos em nossos times, impulsionando a criatividade, a colaboração e a participação de todos os colaboradores”, diz.

            Baseado na metodologia ágil, o modelo de Squads Distribuídos reúne profissionais de diferentes áreas em um mesmo projeto para o desenvolvimento de respostas mais abrangentes e completas. “Hoje, somos referência nesse modelo multidisciplinar de desenvolvimento de tecnologia. Nosso desafio, agora, é reforçar essa cultura e integrar as competências e experiências dos times, levando cada vez mais inovação e eficiência ao nosso dia a dia”, destaca Cioffi, ressaltando que o projeto será ampliado, inclusive, como uma medida de aprimoramento do trabalho interno.

            O objetivo, com isso, é que as equipes tenham mais autonomia e agilidade para tomar decisões, agindo em conformidade com as demandas mais urgentes e estratégicas da operação dos clientes. “Ao tornar esse atendimento mais rápido, estamos levando mais dinamismo à prestação de serviços de tecnologia, sem requerimentos ou solicitações desnecessárias e que atrasariam o dia a dia de nossos parceiros. Isso torna as entregas mais rápidas, econômicas e eficientes”.

            Além disso, o modelo de Squads Distribuídos também tem como propósito ajudar a reter os talentos da casa, engajando os especialistas em projetos cada vez mais desafiadores. “Fazemos questão de contar com talentos multidisciplinares, que possam atender nossos clientes com respostas assertivas e sempre no menor prazo possível”, explica o executivo, garantindo que o grande diferencial do modelo é, justamente, a capacidade de integração prática entre os colaboradores da área de tecnologia e a visão de negócios alinhada às perspectivas das companhias atendidas.

Comments are closed.