Qintess aprimora sistema de dados digitais de logística de suprimento da Copel

0
144

Empresa promove melhorias no processo de extração de informações da Companhia Paranaense de Energia, simplificando envio de dados para o Tribunal de Contas estadual

 

Aumentar a agilidade com a automação das operações, mitigando possíveis erros e inconsistências no uso das aplicações digitais. Com este foco, a Qintess, uma das principais fornecedoras de serviços de tecnologia do Brasil, anuncia a conclusão do projeto SEI-CED 2, dedicado à melhoria do sistema de extração de dados da Companhia Paranaense de Energia (Copel). Realizada em pouco mais de três meses, a ação simplifica o envio de informações do sistema interno da companhia ao Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), reduzindo a demanda por ações manuais durante o processo.

“O grande foco do projeto foi a adequação da extração de dados e envio de informações sobre licitações e contratos para o Tribunal de Contas do Estado do Paraná, o que levou à melhoria das funcionalidades do ERP utilizado pela área de logística de suprimento da Copel. Esse foi o ponto inicial dessa ação”, diz Henrique Claro, Diretor Executivo da Qintess.

Segundo o executivo, o principal desafio na realização da iniciativa foi entender as necessidades específicas da operação e endereçar as melhores opções para cada caso. “Na Copel, encontramos processos que demandavam alto grau de customização das ferramentas do ERP”, observa. Ao todo, a ação envolveu mais de 200 tópicos, entre medidas de atualização de software, redefinição de configurações e ajustes específicos para otimizar o desempenho da aplicação.

Para a Copel, o aprimoramento do sistema traz agilidade e reduz o risco de possíveis penalizações por erros na transferência dos dados, além de liberar capital humano para tarefas mais estratégicas e importantes para o dia a dia da companhia. “Este projeto marca mais um passo na transformação digital de nossa operação, que tem o compromisso de ser cada vez mais inteligente e assertiva. As melhorias nas funcionalidades do ERP utilizado na área de suprimentos e logística nos ajudará a ser mais rápidos e eficientes”, diz Anelise Prado, Gestora de TI da Copel.

De acordo com análises preliminares, a melhoria da plataforma será capaz de tornar o processo de envio de dados mais rápido. “Os ajustes visaram melhorar a qualidade das informações registradas e a confiabilidade do sistema para a emissão de relatórios gerenciais, bem como minimizar possíveis impactos junto ao órgão de controle externo”, afirma Guilherme Placha Tambosi, Líder do Projeto da Copel.

  Outro ponto de destaque foi a antecipação da entrega de valor para os usuários. “Em pouco mais de três meses conseguimos completar as entregas. Além disso, a equipe composta por Copel e Qintess trabalhou com uma estratégia bastante efetiva de priorizar os pontos mais críticos e complexos para nossa operação”, diz Tambosi.

Para isso, a Qintess utilizou os princípios da Metodologia Ágil, garantindo entregas mais constantes e extrema colaboração com o time do cliente. “Dividimos as demandas em blocos e trabalhamos os itens prioritários primeiro. Fizemos quatro blocos de entrega, cada um com atualizações e aprimoramentos específicos”, explica Henrique Claro, Diretor Executivo da Qintess.

As entregas atenderam as regras definidas para o desenvolvimento de software ERP no processo “Prover e Manter Software” da STI/Copel. O atendimento a essas regras garante conformidade aos controles internos aderentes à Lei Sarbanes-Oxley e somente é possível com o envolvimento de profissionais das diversas áreas da STI.

“Vale destacar que isso exigiu uma grande parceria de nossos times. A Copel já conhecia a capacidade da equipe que estava à sua disposição, pois somos parceiros desde 2012, apoiando a sustentação do SAP ERP por meio de atendimento com time presencial e serviços remotos (AMS) e atuando na implementação de projetos SAP. Temos certeza de que podemos contribuir ainda mais para a transformação digital da empresa”, diz Natália Losani Buss, Gerente do Projeto da Qintess.

Comments are closed.