AMTI aposta em Edge Computing e reforça equipe para crescer 50% em 2021

Array

Na empresa maringaense, os profissionais chegam para impulsionar a infraestrutura de Data Center e operações.

AMTI aposta em Edge Computing e reforça equipe para crescer 50% em 2021
Stéfano Schotten, fundador e CEO da AMTI.

De acordo com pesquisa do Synergy Research Group, os investimentos em infraestrutura em nuvem cresceram 35% em 2020, chegando a quase US$ 130 bilhões.

E para acompanhar a transformação digital nas empresas, impulsionada ainda mais pela pandemia da Covid-19, a AMTI, empresa especializada em MCSP (Managed Cloud Service Provider), Engenharia de Datacenters e construção de ambientes estáveis, escaláveis e flexíveis, reforça aposta em Edge Computing (Computação de Borda) e anuncia novas contratações para fortalecer a atuação da empresa junto aos clientes e para crescer 50% este ano.

Stéfano Schotten, fundador e CEO da AMTI explica que “apesar do cenário econômico adverso em 2020, crescemos 45% em clientes únicos e o faturamento apresentou crescimento de 80% em relação a 2019.  Assim, as novas contratações refletem o momento de força e consolidação da marca como provedora de serviços de computação de borda, nuvem e datacenter. Para este ano, a expectativa é crescer 50% em relação ao ano passado”.

Sede ao ar livre e inovação para Edge Computing

Diferentemente do estereótipo clássico das empresas de TI, a sede própria a AMTI fica localizada na região central de Maringá. Ocupa uma área de 14 mil m2 e é cercada pelo verde e pela natureza, onde a velocidade dos dados é combinada com o canto de pássaros.

Com a segurança reforçada com muros de 4 metros de altura e com concertina, a megaestrutura da AMTI abriga algumas edificações onde estão instalados dois Data Centers físicos que compõe um data center lógico definido por software.

Pelo tamanho da propriedade, o grande diferencial é poder contar com dois endereços diferentes em ruas distantes. Por este motivo, a AMTI conta com duas opções de abastecimento de energia e de serviços de fibra ótica, garantindo a redundância dos sistemas e aumentando a confiabilidade, segurança e disponibilidade.

Por isso, a partir da estrutura da chácara, partem as fibras óticas que atendem um perímetro de mais de mais de 200 km com latência de rede local. Isso se traduz em um grande diferencial para a Computação de Borda, pois rompe o paradigma de dados via Internet.

Um dos exemplos dessa velocidade e disponibilidade é o de um cliente da AMTI localizado em Londrina, a 100 km de distância, onde a transferência de dados apresenta latência de menos de 2 milisegundos. Isso significa uma performance melhor do que a a troca de dados de um celular com o computador, mesmo quando conectados à mesma rede.

Assim, os serviços de Computação de Borda representam 50% do faturamento da empresa. Atualmente 10 clientes da AMTI já utilizam essa tecnologia e são as maiores do portfólio da empresa. Outras 50 companhias utilizam os serviços da AMTI relacionados à nuvem.

Reforços chegam para impulsionar infraestrutura e operações

Os novos contratados são Daniel Junior, que assume a posição de Gerente de Infraestrutura e Datacenter e Maurício Pinheiro, Gerente de Operações.

Entre outras atribuições, Daniel ficará responsável pelo time de helpdesk, telecomunicações, redes, segurança e servidores para garantir o bom desempenho de equipamentos, redes e sistemas. O profissional traz à AMTI a experiência de mais de 10 anos liderando equipes de tecnologia, sendo sua última passagem por um grupo multinacional do setor de saúde.

De acordo com Daniel Junior, “está sendo um prazer trabalhar na AMTI. Não se trata apenas de toda redundância de servidores, geradores, nobreaks e equipamentos de rede. O ambiente da empresa é confortável devido aos cantos de pássaros, grama verde e arvores bem cuidadas, que nos traz uma paz inimaginável. A visão da AMTI é extraordinária ao disponibilizar ambientes hiper convergente confiáveis, disponíveis e escaláveis. Tenho certeza de que juntos vamos entregar ainda mais valor aos nossos clientes”, adiciona o executivo.

Maurício, que atuou durante mais de duas décadas como gestor de tecnologia em uma cooperativa agropecuária, chega à AMTI para aprimorar de forma contínua os sistemas, processos e práticas da empresa, alinhando metodologias em conformidade com os mais altos padrões e aumentar a qualidade do serviço ao cliente. Além disso, será responsável pelas estratégias de segurança, confidencialidade e disponibilidade dos dados.

“Com poucos dias de trabalho na AMTI, percebi se tratar de um local fantástico, cercado pela natureza e com amplo espaço. O ambiente de trabalho compartilhado pelos colaboradores é quase familiar”, explica Maurício Pinheiro. “O desenvolvimento dos projetos tem à disposição tecnologia hiperconvergente, escalável, de alta disponibilidade e superdimensionada. A experiência técnica e comercial da empresa é resultado da maturidade, consolidada ao longo dos anos e as estratégias são direcionadas para empregar ainda mais inovação aos projetos dos clientes. Tudo isso torna a AMTI especial e única no mercado”, finaliza o executivo.

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS