Empari renova sua certificação GPTW

Com índice de confiança 9.3, grupo de empresas de software de Maringá foi certificado como um excelente lugar para trabalhar.

Esse é o quarto ano consecutivo em que a empresa consegue a certificação, sempre com o índice acima dos 9 pontos.

A Empari Global Innovation, um grupo de empresas de software de Maringá que desde 2010 não para de crescer e levar clientes e parceiros a crescerem juntos, renovou a sua certificação GPTW, Great Place to Work, ao obter um índice de confiança de 9.3. Esse é o quarto ano consecutivo em que a empresa consegue a certificação, sempre com o índice acima dos 9 pontos.

O certificado GPTW busca identificar a qualidade do ambiente de trabalho e da cultura organizacional. Por meio de uma pesquisa realizada com os colaboradores, o estudo resulta no apontamento da percepção que os membros do time têm sobre a empresa e os gestores. Este mapeamento certifica se a empresa apresenta um bom ambiente de trabalho, por meio do índice de confiança. A apuração foi realizada com 100% colaboradores da empresa.

De acordo com Adriano Santos, CEO do Grupo Empari: “este reconhecimento comprova a preocupação da empresa com a valorização e o bem-estar dos colaboradores, que são a espinha dorsal de qualquer negócio bem-sucedido. E, nesse contexto, fazer da nossa empresa um excelente lugar para se trabalhar é fundamental não só para o sucesso profissional dos nossos colaboradores, mas também para melhorar a qualidade de vida de todos que os cercam”.

A pontuação final do índice de confiança baseia-se em cinco pilares:

  • Credibilidade – avalia se os colaboradores da empresa consideram seus gestores confiáveis, bem como as percepções deles quanto a práticas de comunicação, competência e integridade das lideranças.
  • Camaradagem – avalia o sentimento de companheirismo, considerando a qualidade da proximidade, a hospitalidade e a comunicação dentro da empresa.
  • Imparcialidade – avalia a imparcialidade das lideranças e busca medir quanto os colaboradores consideram as práticas e as políticas de gestão justas.
  • Respeito – avalia o quanto os colaboradores se sentem respeitados por seus gestores, o que ajuda os colaboradores a se sentirem confortáveis e seguros para expressarem livremente.
  • Orgulho – avalia a relação que os colaboradores têm com as funções exercidas, trabalho em equipe e ambiente de trabalho.

O resultado desse estudo ajuda as organizações a entenderem as práticas existentes e traçar um plano de ação para melhorar não só os processos, mas também todo o clima organizacional, por meio de dados concretos que auxiliam a tomada de decisão, a atração de melhores talentos, o fortalecimento da marca empregadora e os resultados financeiros.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui