Monitoramento de ronda ajuda a melhorar gerenciamento da segurança

Nas rondas dos vigilantes, muitas situações que estavam planejadas podem não acontecer como previsto. Um vigilante, durante o desempenho da sua rotina, pode levar mais tempo em determinado ponto deixando outro local da empresa momentaneamente sem atenção. Esses gaps acontecem por conta de planejamento equivocado que não corresponde à real necessidade do local vigiado e falta de tecnologia.

O gestor de segurança precisa ter acesso ao maior número de informações quanto antes e, de preferência, em tempo real. São esses dados que servirão para tomadas de decisão sobre possíveis melhorias das rondas.

O monitoramento online é a melhor, senão a única maneira, para obter dados das rondas tão vitais para a segurança das instalações das empresas. Para o especialista Marcelo Lonzetti, CMO da ztrax, todos os gestores que se preocupam de fato com a segurança precisam se cercar do maior número possível de dados reais:

“É a única forma de aumentar a eficiência operacional, e essa melhora não significa apenas combate com situações de pânico, mas também envolve redução de custos e melhoria das margens de lucro na gestão como um todo”.

Quais dados o gestor recebe?
Descartando o óbvio ganho no campo da segurança, o vigilante que executa suas rondas passa a fornecer registros em tempo real dos mais diversos dados – desde a possível falha de início da ronda, sequencias e até o que chamamos de SLA, que é o nível mínimo da ronda acordado com o cliente, que antes era trabalhado na melhor das hipóteses e agora pode ser tratado no fim do percurso da primeira ronda: “Com um bom sistema de monitoramento, há registros de empresas que melhoraram até 31% suas entregas”.

Todas as informações são monitoradas em tempo real e ficam armazenadas para que, posteriormente, os gestores possam modificar, adaptar e melhorar as rotinas: “Tudo que for relevante é transferido para o sistema e o gerenciamento destas informações determinarão se a rota está sendo eficiente”.

Melhorias imediatas
Estes equipamentos monitoram todas as ações, portanto se acontecer alguma falha das atividades, como não passar em determinado ponto na hora certa, ou permanecer muito tempo em local improvável, é possível que o gestor entre em contato para descobrir o que aconteceu:

“Muita coisa pode acontecer durante uma ronda e situações de risco fazem parte desta rotina. Se as informações geradas em tempo real apontarem alguma falha, é possível intervir e corrigir de maneira imediata caso algo saia do planejado” completa o especialista.

 

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui