Valuation e sua importância em um mercado competitivo: Qual o valor de sua empresa?

Guadalupe Dias é sócia da Guadalupe Dias Contadores Associados/Belo Horizonte/MG

A economia brasileira, depois de quase dois anos em estado de paralisia, em função da pandemia do Coronavírus, começa a apresentar sinais de retomada do crescimento econômico, que traz folego ou sinaliza possiblidades de um futuro melhor, seja de curto ou médio prazo. São visíveis os efeitos da vacinação em massa e a boa vontade da maioria da população brasileira em vacinar e continuar a seguir as orientações sanitárias a respeito da pandemia. Traça-se um cenário com boas condições para uma retomada mais sustentável para a economia nacional, que também sofre influência em relação às eleições majoritárias para o ano de 2022.

Contudo, se faz necessário que seja ponderado a aceleração inflacionária, tanto para 2021 como para 2022. O aumento dos preços dos derivados de petróleo, da energia elétrica, e quebra de regras basilares, fundamentais para o equilíbrio macroeconômico, dentre eles o teto do gasto, que se vê ameaçado de rompimento para atendimento de interesses eleitoreiro e o elevado fundo partidário, são ingredientes de aceleração de mais desequilíbrios macroeconômico para a economia brasileira, bem como as dificuldades de realização das reformas tributária e administrativa, que viriam para facilitar o acesso ao crédito, e maior previsibilidade ao ambiente de negócios.

Assim, o investidor se vê diante da necessidade de tomadas de decisões perante as alternativas oferecidas, o que torna imprescindível conhecer, de forma pragmática e técnica, o valor de seu negócio, ou seja, seus ativos, e principalmente, sua capacidade de retorno e perpetuidade. Portanto, o ambiente de negócios (recursos e mercado) é fator preponderante na tomada de decisão por parte do investidor. O sucesso do seu negócio decorre do que você investiu, trabalhou, e o próximo passo pode levá-lo a querer novos desafios. Para tanto, possibilidades diversas, como mudança de mercado, redução ou aumento de participação, ou mesmo se aposentar, qualquer que seja o propósito, o importante é conhecer o valor do negócio para a decisão mais acertada.

Esta avaliação possibilita clareza no que valorizou a empresa e ou o que a prejudica. Portanto, a utilização de dados históricos para planejar o fluxo de caixa é tarefa fundamental na avaliação do negócio. O comportamento da empresa ao longo do tempo, relacionado às oscilações, que lhe são pertinentes, a exemplo de aumento de insumos, variação do dólar, aumento dos juros, dentre outros fatores, expressa os resultados alcançados por ela e indica o caminho.

Existem muitos desafios no processo de se calcular o valor exato de um negócio. Contudo, a literatura nos traz mais de um método de avaliação, dentre eles os mais praticados – Avaliação por Valor Patrimonial; por Valor de Mercado (baseado em mercado de ações); por Valor de Múltiplos (baseado em mercado de ações e o valor patrimonial) e por Fluxo de Caixa Descontado, sendo este o mais aplicável, em especial, para empresas fora do mercado de ações, não obstante, com grande probabilidade de se chegar a mais de um resultado, quando aplicado e avaliado por interesses de partes oponentes, como comprador e vendedor. E pelo simples fato da complexidade e variáveis com elevado grau de subjetividade, o que nos leva a perceber que o valor do negócio precisa ponderar se ele é condizente com a percepção do mercado em relação ao negócio. Mais de uma razão para que conheça o valor do seu negócio.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui