Governança Corporativa é tema do 1º encontro do Programa + Mulheres na Governança

Conceito é a chave central para a gestão de qualidade e crescimento de empresas de pequeno, médio ou grande porte

Créditos: Rick Nogueira.

Aconteceu na última sexta-feira (29), o primeiro encontro do Programa + Mulheres na Governança, uma iniciativa do MEX Brasil – Espaço Mulheres Executivas, grupo vinculado à Lapidus Network, destinado a mulheres executivas e empreendedoras em cargos de gestão de pequenas, médias e grandes empresas. O evento contou com a participação de 40 mulheres, entre elas 20% são da área de Recursos Humanos (RH) e 13% da área de finanças.

A primeira turma, teve como tema central o conceito da governança corporativa. Os palestrantes Geovana Donella, conselheira de administração e especialista em Governança Corporativa; Anderson Godz, Board Member, Investidor de Startups e fundador da Gonew.co e Renato Bernhoeft, fundador e presidente do Conselho de Sócios da Höft – Bernhoeft & Teixeira – transição de gerações, abordaram o assunto em três frentes: geral, em startups e em empresas familiares, respectivamente.

Quando se fala em governança corporativa muitas podem ser as definições para o termo. A complexidade do conceito se reflete na tradução da sua execução. De acordo com o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), “a governança corporativa é o sistema pelo qual as empresas e demais organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo os relacionamentos entre sócios, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e demais partes interessadas”. Para o órgão, as boas práticas de governança corporativa alinham os interesses em comum da empresa com a finalidade de preservar e otimizar o valor econômico a longo prazo da organização, contribuindo para a qualidade da gestão e longevidade da corporação.

Créditos: Rick Nogueira.

 

Segundo Geovana Donella, o sistema se sustenta em quatro pilares: transparência, equidade, prestação de contas e responsabilidade corporativa. Ela ainda ressalta a importância do Conselho de Administração na Governança Corporativa. “O Conselho é um órgão fundamental na empresa, costumo dizer que é o guardião da companhia. É preciso ter uma visão global da corporação, seja nas questões legais, estratégicas, de gestão e financeira. Além de fazer o importante papel de prestar conta aos sócios, decidindo rumos estratégicos do negócio, de acordo com o melhor interesse das partes”, afirma. Em relação a startups, Anderson Godz ressalta que o sistema de governança deve ser flexível e adaptável e, ainda, discutido na alta gestão, já que nesse contexto tudo acontece muito rápido e o crescimento não segue a linha linear do mercado.

Quando se trata de empresas familiares, na transição da 1ª para a 2ª geração, é preciso que um novo modelo de sociedade seja criado para continuar a gestão da empresa. O fundador e presidente do Conselho de Sócios da Höft – Bernhoeft & Teixeira – transição de gerações, Renato Bernhoeft, explica que o modelo de sociedade de uma geração não é transferível para a próxima. “Cada geração é uma nova sociedade que necessita ser construída pelos seus componentes. Portanto, não basta profissionalizar a gestão da empresa, é indispensável profissionalizar também a família e a sociedade”, diz.

O 2º encontro acontece no dia 26 de agosto, das 8h30 às 12h30, com o tema Círculo da Família. A Doutora em Psicologia Liderança em Empresas Familiares, Claudia Tondo, irá abordar sobre a jornada da família na governança. A especialista em governança familiar, Zélia Janssen, irá trazer cases do Grupo Breithaupt e Maria Demeterco, conselheira de administração, complementa com o case do Grupo Demeterco. E, para encerrar, o Presidente da Outthinker Strategy Networks, em Nova York, Claudio Garcia, tentará ressignificar a síndrome do impostor.

Sobre a Lapidus

Com 20 anos no mercado, a Lapidus Network é uma empresa especializada em gestão estratégica e educação executiva. Seu foco é a disseminação de conhecimento sobre estratégias de negócios associado a um networking diferenciado. Suas iniciativas oferecem soluções relevantes e personalizadas para o desenvolvimento de organizações e lideranças com foco no estratégico, no resultado, na produtividade, na qualidade e em inovação, um trabalho valorizado por executivos e executivas das mais importantes empresas do País. Mais informações em: www.lapidusnetwork.com.br

Sobre o MEX

O MEX Brasil – Espaço Mulheres Executivas foi criado em 2006, vinculado à Lapidus, visando criar um ambiente de interação e troca de networking que ampliasse e debate sobre a participação feminina no ambiente corporativo. Com o passar dos anos o movimento se fortaleceu e consolidou-se com a formação de uma aliança empresarial pelo desenvolvimento da mulher, que se reúne em encontros mensais com a participação de executivas e empreendedoras em cargos de gestão de pequenas, médias e grandes empresas. O espaço promove o desenvolvimento pessoal e profissional das participantes, estimulando o fomento de negócios e o fortalecimento das relações empresariais. Mais informações em: www.espacomulheresexecutivas.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui