Setembro Amarelo: Uninter promove ação de conscientização sobre a valorização da vida

Evento ocorreu em uma das sedes da instituição e contou com a presença de especialistas sobre saúde mental

Na última sexta, dia 16, aconteceu no Polo Garcez a iniciativa de Setembro Amarelo, organizada pela Escola de Saúde Única do Centro Universitário Internacional Uninter. Com representantes da direção da área acadêmica e especialistas no assunto, o evento, que foi transmitido para todo o Brasil pela internet, teve duração de duas horas e objetivou conscientizar as pessoas sobre os perigos das doenças mentais.

 

Segundo a professora Giseli Rodacoski, mediadora e uma das organizadoras da ação, o objetivo foi o de desmistificar o assunto e ajudar as pessoas com o objetivo de preservar a vida. “Ainda hoje, os transtornos mentais são estigmatizadas e muitas vezes um tabu em famílias e ciclos sociais. Por isso, esse evento se faz tão pertinente, tendo em vista o enorme número de alunos e colaboradores ligados à instituição”, ressalta Rodacoski.

 

Para o reitor da Uninter, Benhur Gaio, apoiar eventos como esse, reafirma o propósito transformador da companhia, pois “auxilia as pessoas que precisam e orienta de forma humana e técnica todos os envolvidos com os transtornos mentais”. Além da presença do reitor da instituição, contribuíram com o evento o pró-reitor dos cursos de graduação Rodrigo Berté, o diretor da Escola de Saúde Única Cristiano Caveião, as professoras da Uninter Genoveva Ribas Claro e Maria Caroline, além da psicóloga Luciene Nery. Ao término do evento, balões amarelos foram soltos em frente à sede para simbolizar a importância do combate ao suicídio.