Meningite: cinco curiosidades sobre a doença

freepik

24 de abril é marcado pelo Dia Mundial de Combate à Meningite

Cuidar da saúde é essencial para garantir o bem-estar pessoal e coletivo. Conscientizar a população sobre a prevenção de doenças historicamente ligadas a epidemias, é fundamental, principalmente quando falamos de enfermidades que ainda registram números altos de incidência, como dengue, influenza, Covid-19 e meningite. Esta doença causa uma inflamação das três membranas, conhecidas como meninges, que envolvem o cérebro.

O dia 24 de abril marca o Dia Mundial de Combate à Meningite e destaca a importância da prevenção, diagnóstico, tratamento e suporte à população que lida com os efeitos da doença. Para isso, é necessário conhecer a enfermidade e entender quais os seus riscos e possibilidades de imunização:

  1. A Meningite é causada por diversos agentes infecciosos e está relacionada a fungos, vírus e bactérias;

  2. Os três tipos de meningite têm dor de cabeça como sintoma em comum, mas podem ser diferenciadas por convulsões, cansaço e sonolência e confusão mental, no caso de meningite fúngica; falta de apetite, febre, irritabilidade e náuseas ou vômitos, em meningite viral; e irritabilidade, febre alta, náuseas e vômitos, manchas vermelhas na pele e confusão mental, em casos bacterianos.

  3. A meningite pode causar danos irreparáveis a quem foi acometido pela doença. Alguns exemplos são perda de memória, surdez, perda de visão, paralisia, perda de membros e danos cerebrais.

  4. As primeiras vacinas contra a doença foram criadas na década de 1970 e, atualmente, sete tipos de imunizantes estão direcionados ao combate da doença: Vacina Penta, Vacina Hexavalente, Vacina Pneumocócica 13-valente, Vacina Penumocócica 23-valente, Vacina BCG, Vacina Meningite B e Vacina Meningite Acwy.

  5. A rede Panvel já vacinou 6514 pessoas de janeiro até março.

“A vacina é a maneira mais eficaz de prevenção contra a meningite, porque, em muitos casos, a doença evolui rapidamente e um tratamento pode não ser viável. Com a imunização, além de nos protegermos, podemos garantir um pouco mais de segurança para públicos que ainda não podem se vacinar”, afirma Carina Dal Bosco, farmacêutica da Panvel.

Em 2024, a rede oferece cinco tipos de vacinas no sistema privado: Vacina Penta, que protege contra doenças invasivas causadas pelo Haemophilus influenzae sorotipo B; Vacina Hexavalente, que atua na proteção contra difteria, tétano, coqueluche (tosse comprida), hepatite B, poliomielite e doenças graves causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b; Pneumocócica 13-valente, que protege de doenças invasivas causadas pelo Steptococcus pneumoniae; Vacina Meningite B, que atua contra a doença causada pela bactéria Neisseria meningitidis do grupo B, na proteção de pessoas a partir de 2 meses a 50 anos, e Vacina Meningite Acwy, que protege contra Meningites e infecções generalizadas causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y.

A aplicação das vacinas ocorre nos espaços Panvel Clinic, um ambiente acolhedor que segue todas as exigências e protocolos de saúde, onde as doses são aplicadas por farmacêuticos devidamente capacitados. Confira as lojas com o serviço disponível: https://www.panvel.com/panvel/clinic/lojas.