Marinha: novidades no Concurso de Admissão às Escolas de Aprendizes-Marinheiros

O Concurso Público de Admissão às Escolas de Aprendizes-Marinheiros 2016 vem com novidades: o ensino médio passa a ser requisito e os aprovados terão formação técnica dentro da Marinha. A previsão é de 1.340 vagas e a data de divulgação do edital ainda será definida. Os rendimentos iniciais são de R$1.617, chegando a R$2.500 após três anos.

Os interessados devem ser brasileiros natos ou naturalizados, solteiros, do sexo masculino e terem entre 18 e menos de 22 anos no dia 1º de janeiro de 2017.

Escolha da área no ato da inscrição

Na inscrição, a novidade é que o candidato deverá escolher uma entre três grandes áreas para trabalhar futuramente: Apoio, Eletroeletrônica ou Mecânica. Durante três anos, o militar atuará em uma dessas três áreas como Marinheiro Especializado. No terceiro ano, ele escolherá uma especialidade dentro da área escolhida. São elas:

Eletroeletrônica: Armamento, Armamento de Aviação, Aviônica (Aviação Naval), Comunicações Interiores, Comunicações Navais, Controle Aéreo, Direção de Tiro, Eletricidade, Eletrônica, Faroleiro, Hidrografia e Navegação, Operador de Radar, Operação de Sensores de Aviação e Operador de Sonar.

Mecânica: Caldeiras, Carpintaria, Estrutura e Metalurgia de Aviação, Hidráulica de Aviação, Manobras e Equipamentos de Apoio de Aviação Máquinas, Mecânica, Metalurgia, Mergulho, Motores e Motores de Aviação.

Apoio: Arrumador, Barbeiro, Cozinheiro, Enfermagem, Escrita, Manobras e Equipagem de Aviação, Manobras e Reparos, Paiol e Sinais.

Ao final do terceiro ano, após o curso de especialização com duração de um ano, o Marinheiro será nomeado Cabo, recebendo diploma de formação técnica dentro da área escolhida, reconhecida pelo MEC, com remuneração de cerca de R$ 2.500.

Etapas do Concurso: provas têm novas disciplinas

Com a mudança de escolaridade, a disciplina de Ciências foi substituída por Física e Química. Já Português e Matemática continuam no conteúdo programático. As demais etapas permanecerão as mesmas, como as Verificações de Dados Biográficos, de Documentos, a Inspeção de Saúde, o Teste de Aptidão Física (natação e corrida) e a Avaliação Psicológica.

O Curso de Formação contará com duas etapas: formação militar-naval como Aprendiz-Marinheiro e a novidade é que, na segunda fase, já como grumete, o aluno fará curso especialização inicial em uma das três áreas escolhidas. A duração será de 48 semanas  e será realizado nas Escolas de Aprendizes Marinheiros de Florianópolis, de Fortaleza, de Recife e de Vila Velha. Durante todo esse tempo, o aluno recebe uma bolsa-auxílio de R$790.

SERVIÇO

Concurso Público de nível médio – Admissão às Escolas de Aprendizes-Marinheiros
Edital: data a definir
Site:
www.ingressonamarinha.mar.mil.br

ingressonamarinha@densm.mar.mil.br

SONY DSC
SONY DSC

Este post tem um comentário

  1. Quero me ingressar na marinha to fazendo de tudo

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Talvez você se interesse por estes artigos

José Pio Martins* Segundo dados do IBGE, o número de brasileiros abaixo da linha da pobreza (os que vivem com até US$ 5,50 por dia,...
Fechar Menu