É possível ter dois trabalhos ao mesmo tempo?

Tudo bem que manter um único emprego já é uma grande tarefa, mas existem pessoas que conseguem ter mais de uma ocupação ao mesmo tempo.  Mas será que dá para manter dois empregos com alta performance? É isso o que vamos descobrir neste momento:

Pela lei está liberado!
Ricardo Huelsmann, analista de rotinas trabalhistas da NOSSA Gestão de Pessoas e Serviços, afirma que legalmente é possível ter dois empregos na carteira de trabalho principalmente com jornada de seis horas de trabalho, mas faz uma ressalva:

“Quando existe uma jornada de oito horas fica complicado no caso do trabalhador temporário, pois quando for fazer a prorrogação do contrato dele, o sistema do Ministério do Trabalho não permite. Neste caso, a jornada ultrapassa as 44 horas semanais.” explica Huelsmann.

Todavia, não há proibição sobre ter duas assinaturas expressa na lei da CLT e isso significa que ter duas (ou até mais)  assinaturas na carteira de trabalho é permitido e vai depender da performance individual do trabalhador.

Deslocamento sem atropelos
Um ponto de atenção para Pedro Gonçalves, coordenador de recursos humanos da Nossa, é a questão do deslocamento entre um trabalho e outro – ou seja, a pontualidade. Para o especialista, é fundamental para o trabalhador cumprir com os seus horários, pois será impossível manter dois empregos se ao sair de uma jornada o mesmo chegar atrasado no outro:

“Precisa haver um planejamento para este deslocamento. Analisar trânsito, linhas de ônibus, conciliar o almoço ou uma refeição entre as jornadas. Tudo requer uma logística que não afete este deslocamento.” aconselha Pedro.

Atenção com a dinâmica de cada empresa
Eliane Catalano, Coordenadora de Seleção da NOSSA, o trabalhador precisa conhecer e se adaptar às dinâmicas dos dois trabalhos.  Se uma empresa pede ou tem o hábito de solicitar hora extra e este trabalhador não tem a disponibilidade justamente por ter outro emprego,  pode ficar complicado a sua estadia na segunda empresa:

“Nestes casos o chefe começa a solicitar a presença em outro horário por alguma demanda extraordinária e o trabalhador nunca pode estar presente. O perigo é a própria empresa começar a buscar outra pessoa que possa estar disponível o tempo todo. Vale negociar muito bem esta questão para evitar situações embaraçosas.” explica Catalano.    

Dosar a energia sempre
O coordenador de negócios da Nossa, Oseias Silva Jardim, lembra que é preciso que o trabalhador cuide para não se prejudicar por desperdiçar toda a sua energia e o seu tempo em um único emprego:

“Tem duas ocupações? Então precisa ter mais energia ou até mesmo mais investimento. Não dá para fazer duas coisas mal feitas ou então o risco é que este trabalhador perca até mesmo os dois empregos de uma vez. É possível manter a energia total nos dois trabalhos, mas precisa ter um cuidado muito grande para não se prejudicar e nem prejudicar as empresas envolvidas.”     

Oseias reforça que entre ser excelente em um trabalho e mediano no outro, o ideal é focar apenas no que está dando certo. Em muitas oportunidades,  um administrativo consegue um trabalho de pizzaiolo pela noite. Neste caso ele não consegue descansar direito e afeta tudo, como ilustra Oseias:

“Os relatórios administrativos acabam errados em um trabalho e passa o tempo da pizza no outro, queimando a receita. Os gestores das duas empresas sentirão esses deslizes. Mais cedo ou mais tarde, estes mesmos gestores pensarão na contratação de uma pessoa que não tenha dois empregos para poder se concentrar direito na função.”   

Tem exclusividade no contrato?
Geralmente quem trabalha com telemarketing, atendimento ou outra função que tenha até seis horas por dia de trabalho acabam buscando uma segunda ocupação, mas o funcionário precisa sempre olhar no contrato dele se há a questão da exclusividade como explica Eliane Catalano:

“Isso acontece com empresas do mesmo segmento, para não dar conflito. É muito comum com telemarketing e telecomunicações, até pelos dados de clientes e informações comerciais, mas vai depender do contrato assinado. Empresas que geralmente aceitam que seus trabalhadores façam a mesma função em outro local são empresas da área da saúde, como hospitais.  Enfermeiros e técnicos em enfermagem geralmente são trabalhos com escalas diferentes e é possível trabalhar com dois hospitais em dias intercalados.” lembra Catalano.

Foto: mickey970/Pixabay

Sobre a Nossa
Criada em Curitiba no ano de 1993, a NOSSA se dedica em buscar soluções para contratação de pessoas para contratações efetivas, trabalhos temporários e terceirização de pessoal. Os profissionais são especializados em definir as melhores estratégias, de acordo com as necessidades da empresa-cliente. O leque de serviços abrange todo o processo de recrutamento, seleção, orientação e contratação de profissionais para trabalhos permanentes e temporários. Além disso, desenvolve projetos especiais. A NOSSA cuida do recrutamento, de todo o processo legal das contratações e também do gerenciamento das equipes.

Sobre a KAKOI Comunicação
A KAKOI Comunicação é uma empresa cujo objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado. A kakoi conta com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.

Fonte: KAKOI Comunicação