Intensivos de inglês não funcionam e te fazem perder tempo e dinheiro, diz especialista

0
10

Na urgência de encontrar uma vaga no mercado de trabalho, é comum buscarmos novos conhecimentos que servirão como diferenciais para a encontrar a tão sonhada vaga – e o inglês é um bom exemplo. A língua inglesa é requisito para diversas atividades fazendo com que a pessoa que não saiba nada deste idioma corra atrás de algum curso para aprender o mais rápido possível.

E, é aí que surge uma das maiores armadilhas do mercado:  O curso intensivo de inglês! 

Pode reparar no número de anúncios de cursos de inglês que oferecem o chamado “intensivão”, prometendo que a pessoa vai aprender a falar em tempo recorde como mágica. 

Esta modalidade não funciona, pois não respeita a individualidade e o tempo de cada aluno. Cada pessoa tem capacidade específica e individual de absorção de conteúdo e spam de atenção, mas os cursos tradicionais simplesmente empilham conteúdo e o apresentam num espaço reduzido de tempo, o que faz com que o aluno acumule dúvidas:

“Outro problema é o pouquíssimo tempo de maturação e prática de conteúdo entre as aulas. O resultado só pode ser desastroso. Imagine um aluno estudando apenas um conteúdo por semana de maneira tradicional. Este aluno apresentará dificuldades com esta quantidade. Agora imagine o que acontece se este mesmo aluno estudasse mais conteúdos ao longo da semana?” alerta Kadu Nogueira, co-fundador da GO15,  StartUp de tecnologia para área de ensino.

Por que as pessoas acabam caindo nessas armadilhas?
Na análise de Kadu, faz parte da natureza humana desejar o mais fácil, o menos doloroso, como uma pílula para emagrecer que permita comer todo o chocolate que a pessoa desejar:

“Existem pessoas que preferem ler o resumão do livro pra prova ao invés do próprio livro? Lógico! O mesmo se aplica a falar inglês. Além disso, os profissionais de escolas de idiomas são agressivamente treinados para ‘vender o sonho’ e explorar as necessidades das pessoas. É o casamento perfeito” explica.

Quando a pessoa entra nesta espiral acaba perdendo tempo, dinheiro além de não aprender inglês da maneira adequada. O ideal ter vontade de aprender inglês de maneira inteligente e saber que adquirir este tipo de conhecimento não é possível de maneira instantânea.Sobre a GO15
A GO15 é uma StartUp de tecnologia com aplicação inovadora focada na área de educação. Através da construção de uma estrutura de conhecimento e de um método associativo nunca praticado no mercado de ensino de idiomas até então, a GO15 utiliza tecnologia de ponta e de fácil acesso, respeitando o tempo de cada aluno para alcançar o seu principal objetivo: falar inglês fluentemente. 

Fonte: Kakoi comunicação

Imagem: Freepik

Comments are closed.