Como organizar as finanças para iniciar 2022 com saldo positivo

Especialista em Finanças dá dicas para começar a se planejar financeiramente e usar a renda de forma inteligente

Uma vida financeira bem controlada exige organização e pensamento no longo prazo. “Costumamos dizer aos nossos clientes para não trocar o que mais quer na vida, pelo que mais quer no momento. Então, se ele busca estabilidade ou adquirir uma casa melhor, investir em algo para gerar renda, é preciso driblar os gastos supérfluos com prazeres imediatos, como compra de roupas, parcelamentos longos de algo que não precisa, entre outros”, diz a especialista em Finanças e head de educação financeira da Valore Elbrus, Adriana Vieira.

Mas, como começar essa organização financeira? “Primeiro de tudo, faça uma lista do que entra na sua conta bancária, e uma lista detalhada do que sai, separando por contas fixas (aquelas que temos todos os meses) e contas variáveis (mercado, cartão de crédito, restaurante). Quando colocamos em perspectiva, sabemos em qual lado estamos gastando mais e por onde começar a cortar”, explica.

A especialista dá dicas para organizar as finanças e começar 2022 com saldo positivo.

1- Identifique onde está o sabotador da sua organização financeira. Pode ser o cartão de crédito, pode ser o excesso de saídas para jantar fora. Depois disso, trace uma meta real de cortar esses supérfluos. Não adianta dizer que nunca mais sairá jantar fora, o ideal é traçar um objetivo viável, por exemplo, jantar fora uma vez ao mês;
2- Se tiver dívidas, comece pagando-as. Liquide, primeiro, as de maior taxa de juro, como cartão de crédito, limite do cheque especial ou empréstimos bancários. Além de juros altos, o não pagamento diminui o credit score no banco e também pode deixar o cadastro negativado;
3- Mobilize a família. Coloque todo mundo na organização financeira da casa, isso reduz, inclusive, os gastos com as contas domésticas;
4- Estabeleça objetivos a curto, médio e longo prazo. Por exemplo: curto prazo – guardar dinheiro para as férias; médio prazo – começar a investir, e longo prazo – comprar um imóvel. Com os objetivos em mente, trace estratégias para conseguir conquistá-los;
5- Planeje a rotina. Quando você tem tudo planejado, acaba evitando gastos supérfluos. Exemplo: programe almoçar em casa, para evitar comer fora todos os dias, ou não vá jantar no shopping para evitar as tentações das vitrines em promoção;
6- Começou a investir? Acompanhe de perto com seu assessor de investimentos e veja se a rentabilidade está de acordo com seus objetivos.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui