Esfriou? Não desanime! Dicas e benefícios do exercício físico no inverno

Evelyne Correia (*)

Com as temperaturas mais baixas, aumenta a vontade de ficar debaixo das cobertas, comendo guloseimas, assistindo a filmes ou lendo um livro. Essa programação de inverno realmente é uma delícia, mas pode ser alternada com a rotina dos exercícios físicos.

 

Há várias vantagens em se treinar no inverno, além daquelas bem conhecidas como: manutenção do peso corporal, fortalecimento dos ossos, melhora na função cardiovascular, fortalecimento do sistema imunológico, redução da pressão arterial, combate à ansiedade e depressão, entre outros.

 

Porém treinar em baixas temperaturas, desde que com os cuidados corretos, tem algumas outras vantagens.

 

O gasto calórico é potencializado. Isso porque o frio faz com que o corpo gaste mais energia para manter o equilíbrio da temperatura corporal, estimulando a termogênese, termo denominado para a capacidade de queimar calorias para gerar calor. Portanto os exercícios físicos praticados no inverno são ótimos para quem está com foco no emagrecimento.

 

O inverno pode ser um bom momento para intensificar os treinos. Isso ocorre porque as temperaturas mais baixas facilitam o controle térmico corporal, em especial em exercício. No calor, a frequência respiratória sobe rapidamente; a grande quantidade de suor e a elevação da temperatura corporal ativam a sensação de cansaço. Essa sensação é reduzida com o clima frio.

 

No entanto, treinar no inverno exige disciplina, por isso seguem algumas dicas para manter o foco nos exercícios físicos em baixas temperaturas:

 

  • Organize todo o material necessário com antecedência. Roupas adequadas são fundamentais jaquetas corta-vento, calças, polainas e, em caso de regiões ou dias muito frios toucas, luvas, protetores de boca e nariz são boas opções. Não há problemas em iniciar o treino bem agasalhado e ir retirando as vestimentas aos poucos.

 

  • Escolha um horário adequado, geralmente no início da manhã e no final da noite as temperaturas são mais baixas, procure realizar os exercícios entre às 10 e às 20 horas.

 

  • Aposte na variedade; experimente novos exercícios, em especial as modalidades que podem ser realizadas em ambientes fechados. Corridas, caminhada e ciclismo ao ar livre, em dias com temperaturas muito baixas, podem dificultar a prática, serem cancelados pela chuva e acabar levando a desistência.

 

  • Capriche no aquecimento! As baixas temperaturas podem aumentar o risco de lesões, por isso, é necessário preparar bem o corpo para iniciar o treino. Não tenha pressa, reserve um tempo maior para essa etapa durante o inverno.

 

  • Uma boa alimentação antes da prática de exercícios físicos é fundamental. No inverno, esse cuidado deve ser intensificado já que o corpo necessita de mais energia para se manter aquecido. A hidratação também merece atenção, pois, mesmo sem a sensação de sede, é importante a ingestão de água.

 

A prática regular de exercícios físicos é essencial para a saúde física e mental, seja em períodos de frio ou calor, manter hábitos saudáveis proporciona sensação de bem-estar e aumenta a disposição.

 

 

*Evelyne Correia é especialista em Fisiologia do exercício e professora da área de Linguagens Cultural e Corporal nos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui