Como reduzir os efeitos do início do horário de verão no nosso corpo

Depois de muito vai e vem, agora está confirmado: o horário de verão 2018/2019 começa no dia 04 de novembro, e os estados participantes deverão adiantar os relógios em 1h.

Mas o novo horário levanta torcida dos dois lados: alguns amam e outros não suportam os dias mais longos. O fato é que, gostando ou não, é preciso se adaptar à nova rotina pelos próximos meses, mesmo porque o corpo sofre um pouco com essa alteração e isso acaba impactando nosso relógio biológico.

Segundo a otorrinolaringologista do Hospital Otorrinos Curitiba Dharyemne Pucci de Araújo, em média, o corpo irá se acostumar ao novo horário em aproximadamente uma semana, mas cada um tem seu ritmo.

“O problema de adiantar o relógio em 1h é que não conseguimos dormir uma hora mais cedo, logo, dormiremos menos. Consequentemente, no dia seguinte, ficamos mais sonolentos, irritados e desatentos”, comentou a especialista.

Veja também:

::  7 dicas para ter uma boa noite de sono

:: Qual a diferença entre ronco e apneia?

Quem dorme mal pode se mostrar mais irritado, estressado e com menor capacidade de concentração durante o dia, o que vai incidir diretamente na memória. A falta de um sono de qualidade gera alterações de humor e causa irritação.

celular-luz-prejuizo-sono-otorrinos-curitiba
Usar o celular antes de dormir pode atrapalhar o sono.

Vale lembrar que uma das maiores preocupações com o início do horário de verão é o aumento de acidentes de trânsito e de trabalho, consequência da sonolência gerada por 1 hora a menos de sono.

Como se adaptar ao horário de verão
De acordo com Dharyemne, durante a última semana de ‘horário velho’, a dica é dormir todo dia, em média, 15 minutos mais cedo. No entanto, para quem não conseguir ir para a cama mais cedo, é importante seguir algumas dicas valiosas para uma boa noite de sono e, consequentemente, para um dia menos preguiçoso.

“Para termos uma boa qualidade de sono e facilitar a adaptação ao novo horário, é importante evitar alimentos e bebidas estimulantes, como a cafeína e o álcool, principalmente após as 16h-17h. Além disso, para que tenhamos sono é necessário que nosso organismo libere a melatonina, hormônio indutor de sono, e isso acontece quando o dia começa a escurecer. Sendo assim, se possível, a dica é reduzir as luzes de casa a partir das 18-19h e evitar mexer em celular, tablets e assistir à TV. Tudo isso pode auxiliar na indução do sono”, esclarece a médica.

Dica da vovó
Gostando ou não do horário de verão, o jeito é se adaptar, já que ele se estenderá até meados de fevereiro de 2019. E nessas horas, vale recorrer também a uma dica das avós, que pode ajudar.

O leite morno pode ter efeito auxiliar na indução do sono: ele contém triptofano, que é precursor da melatonina, mas a dose é pequena. Mesmo assim, o ritual na preparação do leite tem como principal efeito o relaxamento, e este sim terá efeito valioso para chamar o sono”, finalizou a especialista.

horario-de-verao-ajuste-relogio-sono-otorrinos-curitiba
O horário de verão vai até o dia 17 de fevereiro de 2019.

Quais estados adotam o horário de verão?
Atualmente, os estados que adotam o horário de verão são: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

O horário de verão vai até o dia 17 de fevereiro de 2019.

Sobre Dharyemne Pucci de Araújo
Dharyemne Pucci de Araújo é formada em Medicina pela Faculdade Evangélica do Paraná (Fepar), com especialização em Otorrinolaringologia no Hospital Angelina Caron. Possui título de especialista conferido pela Associação Médica Brasileira (AMB) e Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF). Fez fellow (observer) em Medicina do Sono e Plástica Facial no Changi General Hospital, em Singapura, e está cursando Capacitação Médica em Medicina do Sono do Instituto do Sono de São Paulo. Também é preceptora de Otorrinolaringologia no Hospital Cruz Vermelha.

Sobre o Hospital Otorrinos Curitiba
O Hospital Otorrinos Curitiba é a mais nova referência no atendimento da área de otorrinolaringologia da capital paranaense. Inaugurado em setembro de 2015 no bairro Mercês, o hospital possui estrutura moderna, excelente localização, tecnologia de ponta e profissionais altamente renomados para oferecer o melhor atendimento aos pacientes.

Em outubro de 2017, foi inaugurado o moderno Centro Cirúrgico, localizado na ala anexa. Com capacidade para realizar três cirurgias ao mesmo tempo, o Centro Cirúrgico conta com quartos e enfermarias, e oferece total segurança e conforto aos pacientes que necessitarem de procedimentos na área de otorrinolaringologia e demais especialidades.

O Hospital Otorrinos Curitiba possui horário de atendimento diferenciado: de segunda a sábado, das 8h às 22h, domingo, das 8h às 19h, feriados, das 8h às 20h. Para maior comodidade dos pacientes, possui estacionamento no local.

O hospital atende aos seguintes convênios:Unimed, Amil, Agemed, Bradesco Saúde (somente consultas eletivas), Evangélico Saúde, Fundação Copel, Fundação Sanepar, ICS, Saúde Caixa, Voam e particular.

Serviço:

Hospital Otorrinos Curitiba
Rua Doutor Roberto Barrozo, 1381, 1º andar – Mercês
Telefone: (41) 3335-0302
Site: www.otorrinoscuritiba.com.br
Facebook: www.facebook.com/OtorrinosCuritibaPR/

ASSESSORIA DE IMPRENSA: GD Assessoria Médico

Talvez você se interesse por estes artigos

Fechar Menu