Terceirização da logística: foque no core business da empresa

No velho continente, a terceirização já é uma realidade nas empresas de logística, fazendo deste modelo a solução mais adequada para ajudar na melhora da eficiência do negócio. A Direção Geral de Transportes Rodoviários do Ministério do Desenvolvimento da Espanha, por exemplo, mostrou um estudo recente apontando que os negócios já aderiam quase que na totalidade ao modelo, com 71% dos serviços de entrega gerais e 16% para transporte de curta distância, aqueles com menos de 150 km de distância.

“O que vemos na Espanha acontece em todas as economias da Europa e nos países emergentes, como o Brasil. A mudança foi natural, ainda mais pelas compras online e a necessidade de recuperar capital de giro em tempos da pandemia da Covid-19. Temos muitos negócios sendo gerados para diversas empresas especializadas na gestão e locação de frotas. As empresas passaram a focar no que sabem fazer melhor, que são seus produtos, e aproveitaram a mudança de panorama da economia para deixar a logística nas mãos de especialistas” pontua Renato Pádua, Gerente Comercial da CWBem.

Novos costumes pedem terceirização de logística
A criação de novas tecnologias de comunicação aliada com melhorias nos meios de transporte estão fazendo a diferença nesta tomada de decisão. A tendência em buscar processos de logística terceirizada ajuda na eficiência de qualquer negócio que deixa de se preocupar em operações que são, na verdade, atividades pouco efetivas e que não fazem parte da sua expertise:

“Analisando friamente, a terceirização logística representa uma descapitalização de ativos que geram gastos que podem ser melhor aproveitados, como novas instalações de armazenamento e distribuição. Além disso, temos uma evidente redução de riscos, ou seja, há uma equipe de especialistas atentas com procedimentos burocráticos e tarifários, o que é uma grande vantagem para quem exporta” esclarece Renato.

Terceirizar processos logísticos aumenta a produtividade da equipe de trabalho, pois quando os processos de armazenamento e distribuição estão simplificados, há uma clara redução de transporte e estes custos fixos podem ser direcionados para outros setores.

“Melhorar a qualidade do serviço ao cliente graças à otimização dos tempos de entrega é o que o mercado pede. O novo consumidor, que é online, espera que o pedido chegue em tempo recorde. Para aumentar a produtividade e fazer este pedido chegar de maneira satisfatória, a solução é trabalhar com processos de armazenamento e distribuição simplificados” finaliza, Pádua.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui