Livro com receitas especiais para pessoas que têm fibrose cística é lançado no Brasil

Livro com receitas especiais para pessoas que têm fibrose cística é lançado no Brasil
Livro com receitas especiais para pessoas que têm fibrose cística Créditos: divulgação

“Essa obra foi realizada com o coração”. É assim que a nutricionista Daniele Aparecida de Oliveira destaca o livro com receitas para pessoas que têm fibrose cística – doença que atinge cerca de 70 mil pessoas em todo o mundo e mais de 5 mil no Brasil. Desenvolvido como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), a publicação “Preparações culinárias para necessidades alimentares especiais – Alimentação saudável e adequada para pessoas com fibrose cística” está disponível no site do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística -, organização social sem fins lucrativos localizada em Curitiba (PR), que tem como missão defender que pessoas com fibrose cística tenham conhecimento sobre diagnóstico precoce, sua saúde e direitos, e equidade no acesso aos melhores tratamentos e às inovações tecnológicas.

O material foi organizado pela egressa do curso de Nutrição na Universidade Positivo (UP), Daniele Aparecida de Oliveira, junto com a coordenadora do Serviço de Nutrição Clínica do Complexo Hospitalar do Trabalhador, Emilce Correia Barbon, e a professora do curso de Nutrição e coordenadora da pós-graduação em Nutrição Clínica e Terapia Nutricional com Treinamento em Serviço da UP, Rubia Daniela Thieme.

Livro com receitas especiais para pessoas que têm fibrose cística é lançado no Brasil
O livro oferece inúmeras receitas de sobremesas, como o bolo de chocolate com farinha de amendoim Créditos: divulgação

A publicação do livro acontece quatro anos após o início da produção, já durante a escolha do tema para o TCC, em 2017. De acordo com Daniele, a ideia de produzir um material com receitas voltadas especialmente para as pessoas com fibrose cística surgiu após o primeiro contato com o Unidos pela Vida. “Todas as pessoas que participaram, de forma direta ou indireta, do processo de construção, testes e finalização, tiveram o objetivo de trazer facilidade e receitas acessíveis feitas com alimentos nutritivos e que favorecem a manutenção do estado nutricional de quem tem fibrose cística. Agradeço imensamente o apoio do Instituto, da Universidade Positivo e de todos que contribuíram de alguma forma para que essa obra se tornasse realidade”, ressalta.

Além do trabalho com o Unidos pela Vida, profissionais e estudantes dos cursos de Gastronomia e Jornalismo da UP também participaram da elaboração das 16 receitas. Segundo a professora Rubia, esse trabalho conjunto fez toda a diferença durante a produção do livro. “A finalização de uma obra é sempre um momento importante, em que se recuperam as memórias acerca das motivações que levaram ao início, e do caminho percorrido para execução. Tal trajetória contou com parcerias que tornaram possíveis todas as etapas necessárias para a construção do material. Com entusiasmo, dá-se a divulgação do livro ao público, em especial às pessoas com fibrose cística, bem como aos seus familiares e aos profissionais de saúde, sobretudo aos nutricionistas. Desejamos a todos uma boa leitura e bom apetite!”.

Emilce Correia Barbon é nutricionista e coordenadora do Serviço de Nutrição Clínica do Complexo Hospitalar do Trabalhador e também fez parte da organização do material. Ela relembra que a falta de opções de receitas voltadas especificamente para quem tem fibrose cística foi o ponto de partida para construção do material. “Após um longo período de dedicação, preparação e muitos testes de receitas, ver esse trabalho pronto traz um misto de sentimentos, em que a felicidade e a gratidão imperam e fazem tudo valer a pena. Gratidão aos inúmeros parceiros que não mediram esforços para realização desse sonho”, diz.

Livro com receitas especiais para pessoas que têm fibrose cística é lançado no Brasil
Receita de empanada integral de frango Créditos: divulgação

Para a fundadora e diretora-executiva do Unidos pela Vida, Verônica Stasiak Bednarczuk de Oliveira, poder orientar e trabalhar em conjunto com estudantes e profissionais da área da saúde é uma das bases da atuação do Instituto. “Todos os anos orientamos acadêmicos de Curitiba e outras regiões do país e ajudamos a tornar a fibrose cística mais conhecida entre profissionais e futuros profissionais, público que consideramos como peça chave para o aumento no número de casos de diagnóstico precoce e acesso rápido ao tratamento da doença. Foi com muita alegria que auxiliamos em todo o processo de produção desse livro de receitas e temos certeza que seu conteúdo vai ajudar centenas de pessoas com fibrose cística e familiares de todo o Brasil”.

Doença

Catalogada entre as 7 mil doenças raras, a fibrose cística é uma doença genética que pode ser identificada ainda nos primeiros dias do bebê, por meio do teste do pezinho. Após essa triagem, para confirmar ou descartar o diagnóstico, o teste do suor deve ser realizado – exame que pode ser feito em qualquer fase da vida e é considerado como padrão ouro para o identificação da fibrose cística. O defeito no gene CFTR compromete o funcionamento das glândulas responsáveis por produzirem secreções (muco, suor ou enzimas pancreáticas) de difícil eliminação. Com isso, os sistemas digestório, respiratório e as glândulas sudoríparas são afetados, causando uma série de sintomas, como tosse crônica, pneumonia de repetição, diarreia, suor mais salgado que o normal e dificuldade para ganhar peso e estatura.

Segundo Daniele, a dieta para pessoas com fibrose cística deve ser hipercalórica, hiperproteica e hiperlipídica. “É fundamental ter um cuidado de saúde interdisciplinar, mas é preciso de atenção à dieta pois a má absorção de nutrientes pode favorecer o muco espesso no trato intestinal, alteração da microbiota e até insuficiência do pâncreas, o que reduz o fornecimento de enzimas digestivas para o intestino, contribuindo para a desnutrição. Por isso, o livro de receitas tem como objetivo facilitar o suprimento das necessidades energéticas e nutricionais de indivíduos com fibrose cística”, finaliza.

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positivo é referência em Ensino Superior entre as IES do Estado do Paraná e é uma marca de reconhecimento nacional. Com salas de aula modernas, laboratórios com tecnologia de ponta e mais de 400 mil metros quadrados de área verde no campus sede, a Universidade Positivo é reconhecida pela experiência educacional de mais de três décadas. A Instituição conta com três unidades em Curitiba (PR), uma em Londrina (PR), uma em Ponta Grossa (PR) e mais de 70 polos de EAD no Brasil. Atualmente, oferece mais de 60 cursos de graduação, centenas de programas de especialização e MBA, seis programas de mestrado e doutorado, além de cursos de educação continuada, programas de extensão e parcerias internacionais para intercâmbios, cursos e visitas. Além disso, tem sete clínicas de atendimento gratuito à comunidade, que totalizam cerca de 3.500 metros quadrados. Em 2019, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric. Desde março de 2020 integra o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional. Mais informações em up.edu.br/

Sobre o Instituto Unidos pela Vida

Com fundação em 2011, tem sede em Curitiba/PR e atuação nacional, o Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, que tem como missão fortalecer e desenvolver o ecossistema da fibrose cística por meio de ações que impactem na melhora da qualidade de vida das pessoas com fibrose cística, familiares e demais envolvidos. Desenvolve nacionalmente projetos ligados à comunicação, suporte, educação, pesquisa, desenvolvimento organizacional, advocacy, políticas públicas e incentivo à atividade física. Na lista das 10 melhores ONGs de pequeno porte do país em 2020 e 2021. Em 2018 e 2019, foi reconhecida como a melhor ONG de pequeno porte do Brasil dentre as 100 melhores ONGs do país e também recebeu o Prêmio Grand Prix, como a melhor prática de Terceiro Setor do Paraná, pelo Instituto GRPCOM, em 2019. Mais informações em unidospelavida.org.br.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui