Na contramão da economia, Pitlak – Bakery Solutions investe em nova frota e planeja crescimento dinâmico

0
400

O ano de 2019 para as empresas foi desafiador. Um ano em que houve avanço, no entanto com expectativas modestas, considerando a instabilidade do quadro econômico e político brasileiro.

Mesmo com os vários desafios surgidos e com a insegurança econômica, a Pitlak – Bakery Solutions deu passos importantes para o crescimento da empresa. “Somente nesse ano, conseguimos levar mais ferramentas para a consolidação da indústria, como investimentos na área de comodato, investimento em uma nova frota de caminhões, estruturação de novas políticas comerciais, inovações no modo de atendimento aos clientes e o início da expansão na área de vendas para o estado de São Paulo”, explica Marcio Pitlak, diretor-presidente. E para finalizar o ano, a indústria concretizou a entrega da nova frota de veículos para atender aos Agentes de Negócios, em um encontro especial, com a entrega das chaves e palestras, dando qualidade, rapidez e segurança aos colaboradores, uma vez que a indústria estará a todo o vapor em 2020, passando por investimentos e modernizações.

Marcio Pitlak, diretor presidente da Pitlak – Bakery Solution
Crédito Valterci Santos

“Neste ano comemoramos 15 anos de atuação no mercado, e a transformação de vendas nesse período foi muito grande”, sinaliza Marcio. “Quando iniciamos a indústria, o pão francês por exemplo, era vendido por unidade, hoje a comercialização junto aos supermercados é realizada por peso. A melhoria nesses anos aconteceu em todos os sentidos, desde a dinâmica de atendimento, investimentos tecnológicos e nos diversos setores fabris”, salienta.

“Em 2019 nosso setor comercial foi decisivo, buscando oportunidades de novos negócios, dentro dos mesmos clientes e em prospects. Com isso, com um trabalho engajado, no segundo semestre as vendas cresceram em relação ao mesmo período de 2018”, avalia Marcio. “Para 2020 a expectativa é sempre otimista, por isso, todo o preparo e investimento na modernização do atendimento”, finaliza.

Comments are closed.